Ela segue uma religião chamada felicidade | Me Apaixonei

Ela segue uma religião chamada felicidade

1258
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Usa maquiagem, mas a alma ainda esta intacta. Aprendeu que o amor está no comportamento e não no sentimento! Para cada medo que tem hoje, ela cria uma coragem que se sobressai. Desenvolveu um jeito exagerado de sentir as coisas em abundância, até mesmo os vazios necessários para preencher o todo!

Ela não tem rodeios, meio termos ou mais ou menos. Fala o que pensa e o que acredita, é oito ou oitenta. É ansiosa! Vai perguntar umas quinze vezes se o mocinho morre no final do filme, ao invés de terminar de assistir.

Ela sai com as amigas, paga a conta, o Uber e bebe todos os drinques que quer. A cada batida da música que toca, ela vai hipnotizar todos a sua volta com o balanço dos quadris e dos braços, mas ela não dança pra seduzir, nesse momento ela só permite que a música a toque.

Sabe aquela mulher que quando entra na sala, todos param o que estão fazendo, e ficam como se ali estivessem diante de uma bomba relógio?! Pois é, ela é essa mulher! Explode com facilidade e intensidade, sem medo da imensidão que sua erupção pode atingir. Depois se necessário, reconstrói as pontes para o caminho de volta…

Ela tem muita fé no coração. Hoje, segue uma religião chamada: Felicidade! E amigo, não adianta pregar salmos e versículos sobre outra crença, a fé dela é inabalável.

Ela tem os olhos mais teimosos que eu já vi. Mesmo diante de experiências negrumes, eles têm a resplandecência de um sol do meio dia. Deve ser por isso que ela faz questão de olhar nos olhos. Seja em uma reunião de negócios ou em uma noite de amor, ela não é metade, não é um pedaço, ela faz questão de ser completa, dar resultados, ser a solução!

Mas para ela, não para você. A fase em que ele não sabia o que era amor próprio já não se faz mais presente, e agora que ela descobriu o que tem a oferecer, não vai aceitar nada menor que isso.

Ela desistiu de se apaixonar por um sorriso fácil, agora ela vai se apaixonar por quem a faça sorrir com facilidade!

Ela sempre levou tudo muito a sério, mas nos dias atuais deixou os fardos pesados que tinha pelo caminho e consequentemente aprendeu a rir mais, tanto que sua boca se tornou pequena demais para o tamanho do sorriso que sua alma quer dar ao mundo. Ela entendeu que o “final feliz”, é só questão de seguir em frente…

Leonardo Cabral

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: