Até que ponto a ansiedade pode atrapalhar em um relacionamento? | Me Apaixonei

Até que ponto a ansiedade pode atrapalhar em um relacionamento?

2134
1
Compartilhe:

É complicado segurar o sentimento de ansiedade quando ele bate na porta. É como se colocasse uma torta de chocolate na sua frente e mandassem você não comer, só observar. Não tem como ter esse controle emocional. Aliás, até tem, mas boa parte da sociedade não consegue.

Esse sentimento sempre bate uma, duas, três e quatro vezes na porta, e nessa hora, você já está o convidando a entrar, sentar e tomar uma xícara de café. E se ele te “agradar” você manda deitar com você na cama e passar horas acordado pensando em um monte de baboseiras inexistentes e, contando é claro, o tempo que falta para levantar e ir trabalhar. Resumindo, uma noite acordado por pura paranoia.

Quando se chega a esse ponto, não adianta colocar a vassoura atrás da porta que a visita não sai. Não tem jeito, ela é uma encostada e folgada. Deita no seu sofá, pega o controle remoto e de quebra manda você buscar uma cerveja geladinha. E você, vai!

Não sei vocês, mas eu sempre tento alguns truques para driblar esse sentimento, que na maioria é em vão. Coloco umas músicas altas para distrair meu pensamento e não ouvi-los, mas quando vejo estou escutando Sam Smith ou Adele aos prantos por culpa de alguma paranoia que inventei, porque não se esqueça, ela vem junto com a ansiedade.

Depois de sofrer por nada me sinto aliviada, e procuro dar uma volta no parque. Quando menos espero, estou deitada embaixo de uma árvore pensando no meu “crush”. O dedo coça, a cabeça ferve e quando vejo já estou mandando uma mensagem atrás da outra sem paciência para a espera da visualização. E aí, aquele céu lindo e azul começa  ficar cinza e o olhar se transforma no da Tempestade de X- Man. É uma coisa louca.

A espera é uma palavra que não tem no vocabulário do ansioso. É muito difícil controlar isso. Nesse meio tempo, e pode ele ser curto ou longo, inventamos e criamos brigas na nossa mente. Começamos a achar que ele não gosta de nós, que fizemos algo de errado… E na verdade, não é nada.

E quando você menos espera, a bateria do celular evapora e então você corre para casa, conecta e nada da mensagem dele. E você começa a surtar cada vez mais pela sua impaciência.

Quando ele FINALMENTE abre a mensagem você já está mandando outra surtada e com raiva por nada e ele diz “estava em uma reunião”. E ainda descontrolada e descontente começa destilar paranoias e satisfações, e ele do outro lado fica sem entender o que aconteceu com você durante o dia.

Querendo ou não, isso desgasta. Brigar cansa e manter o controle da ansiedade também. Buscar o equilíbrio não é fácil, mas se quer que essa relação dê certo e prospere, comece a ocupar mais a cabeça com coisas construtivas e não destrutivas.

O Segredo

Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: