Whatsapp E Relacionamento: O Que Fazer Com O Dilema Da Confirmação De Leitura? | Me Apaixonei

Whatsapp E Relacionamento: O Que Fazer Com O Dilema Da Confirmação De Leitura?

297
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Uma mensagem de “bom dia, sinto sua falta” ou “como está sendo seu dia?”, são gestos simples e que ajudam a fortalecer o relacionamento. Agora, a neura do casal e do WhatsApp com a dependência desse duplo cheque azul podem, às vezes, pode nos levar a situações extremas, a dinâmicas de controle absoluto, a discussões baseadas em mal-entendidos que podem acabar destruindo o relacionamento.

Um estudo recente publicado na revista Computers sobre comportamento humano revelou um aspecto que nos mostra até que ponto nossos relacionamentos estão mudando.

Neste estudo, foi realizada uma pesquisa para a população americana entre 18 e 45 anos sobre a importância dos serviços de mensagens no seu dia a dia e, especificamente, no relacionamento com o parceiro.

O resultado não poderia ser mais conclusivo: o uso do WhatsApp é fundamental para o convívio no relacionamento.

Mensagens de texto são uma forma indispensável de comunicação para a maioria de nós. Fazemos uso desse canal na família, no trabalho, com os amigos e principalmente no nosso namoro/casamento.

Esse imediatismo na resposta e essa proximidade que nos dá reforçam as relações que estão (especialmente) na fase de apaixonar-se.

No entanto, as coisas parecem se complicar quando fortalecemos esse vínculo e chegamos ao estágio de coexistência ou consolidação.

O uso do WhatsApp pode enriquecer ou destruir completamente nossos relacionamentos.

WhatsApp e relacionamento: como isso nos afeta?

As mensagens de texto são delicadamente íntimas, mas distantes ao mesmo tempo. Elas reforçam o relacionamento, nos dão um impulso amoroso nos momentos do dia em que mais precisamos e também enriquecem o vínculo com a pessoa que amamos.

Não podemos, portanto, obscurecer sua mágica, desligar seu charme ou criticar sua utilidade, porque ele a possui. No entanto, e aqui vem o inevitável “mas”, algo que os terapeutas de casais estão vendo mais e mais é que essa combinação entre o WhatsApp e o relacionamento é muitas vezes uma faca de dois gumes.

Muitas das dificuldades, dos desentendimentos e problemas são o resultado direto daquele ambiente de hiperconectividade no qual estamos submersos.

Os canais digitais têm uma característica curiosa: quer acreditemos ou não, eles são um espelho no qual nossa personalidade autêntica é refletida. Ali nossos medos e obsessões são canalizados, aí nossa capacidade de respeitar ou não e também nossa maturidade emocional.

Para entender melhor, temos apenas que refletir sobre todas as formas em que o whatsapp afeta nosso relacionamento.

Formas em que o WhatsApp pode influenciar na saúde do seu relacionamento:

  • Contato constante: Podemos começar nosso relacionamento enviando mensagens a cada meia hora. O mais provável é que, em algum momento, seja impossível mantermos esse fluxo de comunicação. No momento em que isso acontece, alguns dos membros podem começar a suspeitar, entrar em pânico e imaginar se algo não está certo.
  • Nossa resistência é testada. Essa simbiose entre o WhatsApp e o parceiro é sempre testada com o famoso cheque azul duplo. Deixar uma mensagem como lida e não respondendo desperta suspeitas. Envie uma mensagem às 18h e chegue às 18h15 sem ver que o cheque duplo gera frustração e raiva em muitas pessoas.
  • Quem está online? Ver que nosso parceiro está online, imaginando estar conversando com alguém que não é a gente, envolve situações tão bizarras quanto conflitantes. Há pessoas que deixam de ser produtivas em seu trabalho estando sempre conscientes dos momentos de conexão de seus parceiros.
  • O Whatsapp não é um bom canal para uma comunicação eficaz. Por mais que acreditemos, esse mecanismo geralmente leva a constantes mal-entendidos. Um fato que não acontece com muita frequência quando estamos frente a frente, para poder decifrar essa comunicação não-verbal e emocional básica em todo relacionamento.
  • Comportamentos passivos-agressivos. Há muitos estudos que revelam este fato: o uso do WhatsApp é um canal ideal para demonstrar comportamentos passivo-agressivos onde manipular o outro, do assédio à desconexão, e assim gerar situações tão dolorosas quanto pouco assertivas e imaturas.

As redes sociais, assim como o uso de serviços de mensagens, são canais onde nossas inseguranças são refletidas inconscientemente, gerando respostas cognitivas baseadas em ciúmes, suspeitas e pensamentos obsessivos carregados de desconfiança.

Quando levamos nosso amor em nosso bolso

O fato de termos um telefone celular ou um computador não nos permite aproveitá-lo e, principalmente, dos serviços de mensagens, como o whatsapp. Não quando o uso deles se move através de um canal que nem sempre controlamos: o emocional. Nós levamos nossos parceiros em nossos bolsos, o amor no século 21 é portátil e nem sempre fazemos bom uso dele.

A culpa, portanto, não está nas novas tecnologias ou nos constantes avanços deste setor. Somos nós, as pessoas que não avançam em sintonia com esses recursos fabulosos que, afinal, estão lá para facilitar nossas vidas.

Atualmente, a combinação de whatsapp e relacionamento demonstra mais uma vez nossas inseguranças, nossos vazios mais imateriais e sombrios, aqueles que nos levam a desconfiar do outro e a tornar a inveja uma arma de destruição em massa através de mensagens, áudios e emoticons.

Vamos evitar essas situações. Vamos fazê-lo educando melhor nossos jovens, vamos também fazer desse recurso um mecanismo enriquecedor para nossos relacionamentos, começando por nós mesmos. Trabalhando nossas emoções, nossa confiança um no outro e entendendo que a comunicação autêntica, a mais satisfatória, é aquela que é feita através dos olhos e não através de um duplo cheque azul.

Esse post te ajudou? Compartilhe com seu amor e deixe seu comentário abaixo! 🙂

Veja também:

Por Que Alguns Homens Não Tomam A Iniciativa? — Descubra As Razões

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: