Simone Biles acaba com o mito de que saúde mental e física não são iguais

Compartilhe:
Compartilhe esse post:

É hora de acabar com esta história de que saúde mental e física não têm a mesma importância e aplaudir os atletas por priorizarem ambos.

A saúde mental e a saúde física não devem ser vistas como duas coisas diferentes. Mas quando se trata de esportes e atletas extraordinários, muitas pessoas ainda pensam que eles existem em dois planos distintos.

Na terça-feira, Simone Biles se retirou da final da equipe de ginástica olímpica por seu bem-estar. Um técnico da equipe dos EUA teria dito que sua saída “não foi relacionada a lesão”, mas “um problema de saúde mental que ela está tendo”.

Simone explicou mais tarde o que aconteceu em uma entrevista coletiva. “Sempre que você entra em uma situação de alto estresse, você meio que enlouquece”, disse ela. “Tenho que me concentrar na minha saúde mental e não colocar em risco meu bem-estar”.

“Temos que proteger nosso corpo e nossa mente. É uma merda quando você tem que lutar com seus próprios pensamentos”, continuou ela, observando que não queria custar uma medalha ao time por causa do que estava acontecendo.

Quando um atleta sofre uma lesão durante um jogo, por exemplo, a reação muitas vezes é de aplausos e apoio depois que ele se levanta ou é ajudado a sair do campo.

Portanto, o apoio deve ser para ocasiões como esta, quando, da mesma forma, queremos que Simone Biles volte mais saudável e mais forte do que antes.

É porque o estigma da saúde mental ainda é tão difundido em nossa cultura que ainda estamos tendo essa conversa. É a razão pela qual tantos atletas muitas vezes não falam até que estejam em seu ponto explosão.

É por isso que a mídia ainda continua desprezando os jogadores por terem falhado em suas posições. É por isso que tantos “jornalistas” expressam seu desgosto com os atletas que desistem quando não estão no momento certo de suas vidas.

É por isso que tantas organizações esportivas só recentemente estão abordando sua falta de recursos de saúde mental. E pode ser esse o motivo pelo qual Simone Biles sentiu a necessidade de se explicar para seus companheiros de equipe e para a imprensa.

A saúde mental precisa ser reconhecida com tanta importância quanto a saúde física.

VEJA TAMBÉM:

Compartilhe esse post: