Como Saber Se Você Está Em Um Relacionamento Tóxico — E O Que Fazer Sobre Isso | Me Apaixonei

Como Saber Se Você Está Em Um Relacionamento Tóxico — E O Que Fazer Sobre Isso

179
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

É como eu sempre digo: relacionamentos dão bastante trabalho, as lutas são constantes e os desafios sempre estarão presentes.

É verdade, no entanto, que esses fatos podem desviar a atenção de causas legítimas de preocupação na vida social e amorosa – incluindo sinais de que um relacionamento pode ter se tornado, ou sempre foi, tóxico.

Veja o que você precisa saber sobre relacionamento tóxico e como saber se você está em um:

O que é um relacionamento tóxico?

A Dra. Lillian Glass, especialista em comunicação e psicologia de Califórnia, define que um relacionamento tóxico é um relacionamento entre pessoas que não se apoiam, onde há conflito e um procura acusar o outro, onde há competição, onde há desrespeito e falta de sinceridade.

Enquanto todo relacionamento passa por altos e baixos, um relacionamento tóxico é consistentemente desagradável e desgastante para as pessoas, a ponto de os momentos negativos superarem os positivos.

Os relacionamentos tóxicos são mentalmente, emocionalmente e possivelmente até mesmo prejudiciais fisicamente a um ou ambos os parceiros.

E essas relações nem sempre precisam ser amorosas. Relacionamentos amigáveis, familiares e profissionais também podem ser tóxicos.

O que torna um relacionamento tóxico?

As pessoas que consistentemente minam ou causam danos a um parceiro – intencionalmente ou não – frequentemente têm uma razão para o seu comportamento, mesmo que seja subconsciente.

Talvez essas pessoas estivessem em um relacionamento tóxico, seja romanticamente ou até mesmo quando eram crianças. Talvez eles não tenham tido a educação mais amorosa e de maior apoio na infância. Isso pode ser também um reflexo de muito mimo.

Quais são os sinais de alerta de um relacionamento tóxico?

Os sinais de alerta mais graves incluem qualquer forma de violência, abuso ou assédio, que devem ser tratados imediatamente. Mas na maioria dos casos, os indicadores de um relacionamento tóxico são sutis.

O primeiro e mais simples é a infelicidade persistente. Se um relacionamento deixa de trazer alegria e, ao contrário, faz com que você se sinta triste, irritado(a), ansioso(a) ou esgotado(a) fisicamente, pode ser que ele seja tóxico. Você pode até mesmo se pegar sentindo inveja de casais felizes.

Mudanças negativas em sua saúde mental, personalidade ou auto-estima também são sinais de um relacionamento tóxico.

Essas alterações podem variar de condições clinicamente diagnosticáveis, como depressão, ansiedade ou transtornos alimentares, até sentir-se constantemente nervoso(a) ou desconfortável – especialmente quando seu parceiro está por perto.

Sentir que você não pode conversar ou expressar suas preocupações com seu parceiro é outro sinal de que algo está errado.

O que você deve fazer caso esteja em um relacionamento tóxico?

Se alguns desses alertas te soar familiar, é hora de agir. Se você acha que está correndo algum risco, talvez seja necessário envolver as autoridades policiais (LIGUE 190 E DENUNCIE).

Se o dano for emocional ou mental, você terá que decidir se é possível resolver o problema. Se fatores desencadeantes subjacentes, como depressão ou trauma, estiverem influenciando o comportamento de um ou ambos, tratamentos terapêuticos ou médicos podem ajudar.

Chegar à raiz do problema é importante, mas às vezes, a resposta pode ser se afastar.

LEMBRE-SE: O amor nunca deve custar sua paz. Nunca deve custar sua alegria. Nunca deve custar sua felicidade.

Esse post te ajudou? Compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário abaixo! 🙂

Veja também:

ANSIEDADE – Mentes turbulentas e corpos inquietos: Causas, sintomas e tratamento

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: