Estou aprendendo lentamente que não devo ter medo da minha própria voz

Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Estou aprendendo aos poucos que não devo ter medo de falar abertamente. Não devo pensar silenciosamente quando sei que meus pensamentos são viáveis.

Não devo ter medo de compartilhar meus pensamentos com as pessoas, mesmo se estiver em menor número ou se achar que as pessoas talvez não irão concordar.

Estou aprendendo aos poucos que não devo tentar fingir que certas coisas não me machucam quando, na verdade, machucam. Não devo ignorar meus sentimentos quando eles estão implodindo.

Eu nem sempre devo tentar ser uma pessoa melhor se isso eventualmente vai me causar dor e frustração reprimida. Estou aprendendo lentamente que aqueles que se preocupam comigo sempre irão me ouvir e tentar entender, ao invés de fingir que ouviu e ficar na defensiva.

Estou aprendendo aos poucos que ser a pessoa que os outros querem que eu seja é exaustivo.

Estou aprendendo aos poucos que não há problema em perder algumas pessoas, desde que você esteja sendo verdadeiro consigo mesmo.

Estou aprendendo aos poucos que ficar sozinho é melhor do que mudar quem você é para que possa se encaixar. Aos poucos, estou aprendendo que prefiro ficar sozinha do que me cercar de pessoas que só gostam de mim quando digo o que elas querem ouvir.

No final do dia, a maioria das pessoas faz o que quer e tenho todo o direito de fazer o mesmo.

Estou aprendendo aos poucos que não devo ter medo de comunicar minhas expectativas ou meus padrões, porque é assim que você estabelece limites.

É assim que você se protege daqueles que te consideram algo natural e é assim que você elimina as pessoas falsas em sua vida, porque aqueles que realmente querem ficar em sua vida não farão você se sentir como se seus padrões fossem ridículos ou suas expectativas fossem muito altas.

Estou aprendendo aos poucos que minha voz é minha mensagem para o mundo. Ela diz às pessoas quem eu sou. Ensina as pessoas a me tratar. Estou aprendendo aos poucos que, se não usar minha voz, sempre serei silenciada. Eu sempre estarei vivendo com medo do futuro. Estou aprendendo aos poucos que minha voz é importante e não pode ser silenciada.

Estou aprendendo aos poucos que nem todo mundo vai gostar da minha voz e isso pode afastar muitas pessoas e me fazer perder muitas batalhas, mas enquanto eu lutar por isso, sempre serei um vencedor. Estou aprendendo aos poucos que você nunca pode perder quando diz coisas que realmente valem a pena ser ditas.

Foto: Unsplash

Compartilhe esse post: