Aceite. Acabou. Ponto final. | Me Apaixonei

Aceite. Acabou. Ponto final.

382
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:
Fonte da Imagem: WeHeartIt
O que te impede de ser feliz? O que te limita? O que te prende? Ou melhor, o que você prende? O que você não deixa ir embora? O que você faz tanta questão que fique? Quem você quer que fique? Qual o problema de deixar ir? Simplesmente, ir? Aceitar que as pessoas se vão, que as coisas acabam, é difícil, eu sei.Mas isso é um aprendizado, a vida nos ensina isso e temos que aprender. Pelo amor, ou pela dor. 
Tudo acaba. O filme. A música. A roupa. A ligação. O texto. A mensagem. A carta. A comida. A bebida. A balada. O programa. A novela. A conversa. A discussão. A briga. A declaração. O relacionamento. O amor. A amizade. O ódio. O tédio. O rancor. A permanência das pessoas em nossas vidas. O pra sempre… Ouvi uma frase e nunca mais esqueci: “O pra sempre, sempre acaba.”. Quando ouvi, não acreditei muito nessa frase. Mas aprendi na dor que acaba sim. Nunca fui boa em dar tchau pra alguém. Sofri muito na pré escola, quando tinha que ficar na aula e minha mãe tinha que ir embora. Quando meu avô se foi, também foi muito difícil dar adeus… É tão ruim quando as pessoas se vão. Dói o coraçãozinho da gente. Mas acaba. Nada permanecerá pra sempre na nossa vida. Quando alguém se vai, os bons sentimentos devem ficar e serem cultivados de uma forma que não nos machuque. Que tudo que passamos ao lado de alguém, seja lá o que a pessoa representou, deve ser guardado como uma lembrança boa. No começo, temos uma saudade imensa, uma vontade que o tempo volte, mas temos que transformá-la em um sentimento chamado carinho. Carinho por tudo. Pela pessoa e por todas as coisas boas e ruins que passamos com ela. Se ela te machucou, perdoe. Não se deve haver rancor, onde se teve amor. Mas é isso, acabou.
Colocar ponto final em algo, numa história, não é fácil. Mas temos que passar pelo processo de aceitação. Aceitar que acabou e pronto. Foi bom? Foi. Teve momentos ruins? Teve. Momentos ótimos? Sim. Mas agora acabou. Fim da linha. Hora de colocar o ponto final, mudar o livro e começar uma nova história. Mas sem aquele personagem. Sabe quando você assiste uma série e no último episódio da temporada, o personagem vai embora ou morre? E quando começa a nova temporada, os personagens continuam vivendo novas histórias sem aquele personagem? É assim que a vida deve ser. Pessoas vão indo embora, ficando pra trás e nós devemos continuar andando pra frente. Escrevendo nossa nova vida, nossas novas histórias. O que acontece, é que aquela pessoa não vai estar mais ali. Participando. Mas você vai conhecer novas pessoas. Viver outras tantas histórias. Histórias essas que uma hora acabarão e pessoas que também irão embora. A vida é isso, uma eterna roda gigante. Ela vai girando, e a cada hora, alguém novo estará nela girando. A vida não para. E nem deve. Quando ela parar, tudo acabou. Não vai dar pra fazer mais nada. Aproveite enquanto a sua roda gigante da vida gira. 
Chegou a hora de você aceitar que acabou. Que agora não dá mais. O que passou, passou. Foi. Agradeça a Deus, pela história que viveu, pela pessoa que você compartilhou bons momentos. Mas agora siga em frente. É pra frente que se anda, que se olha e se vive. Chegou a hora de recomeçar. E deixar o que tem que ficar no passado, viver no passado. Seu direito e dever é viver o presente e o futuro. Aceite que tinha que ficar pra trás tudo que você passou. E dessa história e dessa pessoa, você extraiu ensinamentos, aprendizados e uma coleção de coisas. Agora chega. Vida nova, tudo novo. Deixe ir, não fique atrás. Não prenda. Pessoas infelizes fazem isso. Você quer ser uma pessoa infeliz? Infelizes seguram até onde der tudo na sua vida, com medo de deixar ir embora. Acabam se transformando em pessoas que nunca imaginou que seriam. Rastejam, querem migalhas. E quem vive de migalha é passarinho. Se ficar prendendo demais alguém e não se libertando, você vai se tornar alguém infeliz, sem amor próprio e sem auto estima. Infeliz com a sua vida só porque alguém quis ir embora? Por favor, não.
Se liberte dessa amarras. Apague e esqueça tudo que lembre a pessoa. Vá ser feliz. Bota a cara no sol com a cara e a coragem. E aceite que tudo acaba. Recomece do zero. Escreva sua nova história e seu novo livro. Olha, a hora tá passando. O que aconteceu até agora, ficou no passado. Bola pra frente. Bota essa roda gigante aí pra girar. A felicidade está logo ali na frente, a enxergue e encare de frente. Você terá novos relacionamentos. E um melhor que o anterior. Espero que você tenha entendido que: Aceite. Acabou. Ponto Final.

Giovanna Sabrine

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: