10 coisas que você deveria saber se seu parceiro sofre de ansiedade | Me Apaixonei

10 coisas que você deveria saber se seu parceiro sofre de ansiedade

192
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Foto: http://jeromelicht.tumblr.com/

Eu já vi um bom número de artigos sobre como viver com ansiedade e o que as pessoas deveriam saber sobre isso, mas eu queria lançar alguma luz sobre relacionamentos em que um parceiro sofre de ansiedade.

A luta de ter ansiedade e estar apaixonado é muito subestimada. Aqui estão algumas dicas para aqueles que amam alguém ou estão se apaixonando por alguém que tem ansiedade:

1. Se você for para a batalha, saiba contra o que está lutando.

A ansiedade é uma batalha entre sua mente e sua mente, literalmente. E às vezes a batalha pode se tornar hedionda, especialmente quando ela sai da sua mente e entra no seu corpo como um ataque de pânico.

Os ataques de ansiedade e pânico melhoram com o tempo, mas é uma condição com a qual seu parceiro vive para sempre.

Amar alguém com ansiedade pode ser difícil, às vezes. Você precisa olhar dentro de si e determinar se isso é algo que você é capaz de fazer. Também não se sinta envergonhado. Existem algumas coisas que as pessoas simplesmente não conseguem lidar.

2. Às vezes, não há nada que você possa fazer e você precisa aceitar isso.

Depois que um ataque de pânico começa, não há nada que você possa fazer para detê-lo. Tem que seguir seu curso natural.

Com a ansiedade, há maneiras de impedir isso, mas, novamente, às vezes o seu parceiro apenas teve um dia ruim e não consegue alcançar seus métodos e processos de parar o pensamento a tempo.

Gostaria de encorajá-lo a ser solidário, paciente e amoroso durante esses episódios. Muitas vezes, as pessoas com ansiedade conseguem reconhecer quando seus pensamentos estão escurecendo, mas, ao mesmo tempo, podem não ser capazes de sair deles antes que seja tarde demais.

Não fique frustrado se você não conseguir ajudar. Você ajudará ao máximo só por estar lá.

VEJA TAMBÉM: 9 IDEIAS DE COMO PRATICAR O AUTO-CUIDADO E REDUZIR A ANSIEDADE NO SEU DIA

3. Aprenda tudo o que puder sobre a condição do seu parceiro.

Eu não posso enfatizar isso o suficiente. Você terá dificuldade em se comunicar com seu parceiro se não conseguir entender o que é a ansiedade e como ela age na vida de alguém.

Procure pessoas falando sobre isso, por exemplo. Leia tudo o que puder sobre a condição. E mesmo assim, algumas pessoas acabam se aconselhando a tentar entender como ajudar a lidar com a ansiedade do parceiro.

Se você se esforçar para entender, seu parceiro apreciará mais do que você imagina.

4. A pior coisa que você poderia fazer é se envergonhar com a ansiedade de seu parceiro.

Não há um sentimento mais horrível no mundo do que alguém nos dizendo para “simplesmente superar isso” ou “simplesmente relaxar”. Essas declarações mostram um flagrante mal-entendido sobre a natureza da ansiedade.

Acredite, se fosse assim tão simples, já o teríamos feito. Sabemos que nossa ansiedade faz com que todos ao nosso redor se sintam chateados ou frustrados com isso.

PENSA COMIGO: Você diria a uma pessoa deprimida para simplesmente parar de ficar triste?

5. Sabemos o peso de nossa ansiedade e não precisamos de um lembrete.

Isso não quer dizer que você nunca possa expressar frustração ou raiva pela ansiedade do seu parceiro, mas há uma maneira de dizê-lo de maneira agradável e mais amorosa possível.

Se você diz isso de maneira negativa, você desencadeia ou aumenta as preocupações sempre presentes. Às vezes, no momento, as coisas escapam ou não devem ser ditas.

Mas isso é extremamente prejudicial para nós, como ser chutado quando você cai. Se você quiser falar sobre isso, seja o mais gentil possível.

VEJA TAMBÉM: 11 COISAS QUE VOCÊ DEVE PARAR DE DIZER A SI MESMO(A) SE QUISER DIMINUIR A SUA ANSIEDADE

6. Ter um plano de backup fará com que seu parceiro se sinta um pouco mais confortável quando estiver em público.

Os ataques de ansiedade e pânico não avisam quando irão acontecer. Essas coisas podem acontecer em público. A ansiedade ataca quando e onde quer.

O que acontece se você estiver em um encontro, por exemplo, e seu parceiro repentinamente sofrer um ataque de ansiedade?

Desenvolva planos com seu parceiro sobre o que fazer quando essas situações acontecerem, como ter um sinal ou uma palavra-chave para indicar que as coisas estão indo ladeira abaixo e um plano de fuga para sair dali, apenas por precaução.

Dessa forma, não precisamos ter ansiedade sobre a nossa ansiedade, o que pode levar a uma crise de ansiedade. É redundante mas é sério!

7. NUNCA fale sobre a ansiedade do seu parceiro, a menos que você tenha permissão explícita para fazê-lo.

A ansiedade ainda é muito estigmatizada em nossa cultura. Somos vistos como loucos ou pessoas que simplesmente deixam a mente correr solta e não se preocupam em controlá-la.

Um dos julgamentos mais bizarros que me foram proferidos é que não tenho motivos para sentir ansiedade, pois tenho um teto sobre a cabeça e roupas para vestir. Não me falta nada, o que há para se preocupar?

A última coisa que quero é que sua família e seus amigos julguem ou alterem a opinião deles sobre mim porque você contou a eles sobre minha ansiedade, a exceção é quando é altamente visível, como um ataque de pânico.

8. Às vezes você será o gatilho. Mas não leve isso para o lado pessoal.

Mas não se culpe nessas situações. Não se sinta culpado por qualquer ansiedade ou ataques de pânico decorrentes de você. Ansiedade é algo com o qual devemos conviver e lidar, em todos os aspectos de nossas vidas.

VEJA TAMBÉM: QUANDO A ANSIEDADE ESTIVER TE SUFOCANDO E VOCÊ ESTIVER SEM FORÇAS, POR FAVOR, LEIA ISTO

9. Gerenciar a ansiedade leva tempo e prática. A paciência é muito apreciada.

Embora eu não possa falar por todos, frequento a terapia regularmente, onde falo dos meus momentos de ansiedade mais recentes e aprendo sobre a terapia cognitivo-comportamental, um conjunto de técnicas usadas para gerenciar processos de pensamento negativos, o próprio fundamento da própria ansiedade.

A terapia é difícil e desafiadora, porque você precisa lutar repetidamente com a ansiedade para aprender a vencê-la.

Também recebemos muitos trabalhos de casa de nossos conselheiros. É difícil lidar com o fracasso porque o perfeccionismo está no nosso sangue.

Seja solidário com seu parceiro quando ele progredir e também quando regredir. Todas as batalhas se tornam mais fáceis quando você pode enfrentá-las com o apoio do seu parceiro.

10. Nunca esqueça que amamos você.

Às vezes, a ansiedade pode evoluir para raiva ou depressão. É um metamorfo; assume várias formas diferentes. Mas no meio de um episódio ruim ou de um momento difícil, não se esqueça de que nós amamos você, nós nos importamos com você e agradecemos mais do que você imagina pela sua vida.

Agradecemos por nos apoiar quando estamos no nosso pior. Nossos apoiadores nos motivam a continuar crescendo e mudando quando as coisas parecem impossíveis.

E ter alguém lá que realmente esteja interessado em nosso bem-estar e felicidade torna tudo mais fácil. Obrigado por tudo que você faz por nós. Nós te amamos!

VEJA TAMBÉM:

11 maneiras de confortar alguém que sofre de ansiedade

Artigo traduzido do site Thought Catalog

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: