Casal viaja pelo mundo para fotografar e documentar HISTÓRIAS DE AMOR extraordinárias! (15 fotos) | Me Apaixonei

Casal viaja pelo mundo para fotografar e documentar HISTÓRIAS DE AMOR extraordinárias! (15 fotos)

91
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

A partir do momento em que minha namorada e eu ficamos noivos e marcamos a data do nosso casamento, começamos a pensar nas razões pelas quais escolhemos um ao outro. O que havia de tão especial no nosso relacionamento que decidimos passar nossas vidas juntos? Nosso amor seria o mesmo se a gente tivesse nascido em outra época ou em outro lugar? O que é exatamente o amor?

Motivados por essas perguntas, decidimos embarcar em uma jornada de um ano ao redor do mundo para pesquisar se o amor, um dos mais altos valores de nossas vidas, é universal ou se é completamente condicionado pelas circunstâncias que nos rodeiam.

Nos últimos 10 meses, viajamos para 24 países em cinco continentes e coletamos mais de 100 entrevistas com diferentes casais, todos compartilhando seus pensamentos sobre amor, relacionamento, casamento, divórcio…

Nas profundezas do Himalaia indiano, conversamos com casais em casamentos poliândricos (onde as mulheres têm mais de um marido); entrevistamos casais em relações homossexuais no Irã, país onde a homossexualidade é ilegal; no Amazonas, o povo Matis explicou como a poligamia era a melhor maneira de preservar sua cultura depois que a doença ocidental matou aproximadamente um terço da população; no Quênia, as mulheres samburu explicaram como decidiram criar uma vila ‘somente para mulheres’ depois de terem relações violentas.

Encontramos histórias extraordinárias em todo o mundo, cada uma específica e especial à sua maneira. Todas essas histórias farão parte de um documentário que estamos fazendo, chamado ‘Love Around The World'(Amor ao redor do mundo). Neste documentário, queremos retratar a humanidade através de um de seus maiores valores — o amor.

Viajaremos pelos EUA e pela Europa nos próximos meses. Entre em contato se quiser compartilhar sua história conosco!

Mais informações: Instagram | Facebook | Youtube

1. Jane (Quênia)

“O que é amor? Depois do que experimentei com meu marido, não posso mais amar ninguém. Meu coração foi ensinado a odiar os homens.” Jane nos disse. Ela foi expulsa no meio da noite pelo marido, depois de ter sido abusada sexualmente por outro homem. Jane é uma das fundadoras de ‘Umoja’ — uma vila apenas para mulheres no Quênia. A vila é um refúgio para mulheres que fogem de maridos abusivos e casamentos arranjados.

2. Anil e Madhu (Índia)

“Você se apaixona por uma pessoa, não pela aparência física”, disse Anil. Ela já estava noiva de Madhu quando um homem em seu bairro derramou ácido em seu rosto porque ela se recusou a se casar com ele. Quando a família de Anil descobriu o ataque, eles estavam tentando desencorajá-lo a se casar com ela, mas ele foi decisivo. “E se o ataque acontecesse quando já estivéssemos casados? E se fosse algum tipo de acidente, não o ataque ácido? Eu não me separaria dela. Por que isso deveria ser diferente?” Todos os anos são relatados 250 a 300 ataques de ácido na Índia. A maioria das vítimas de ataques com ácido são mulheres, principalmente porque rejeitaram uma proposta de relacionamento ou casamento.

VEJA TAMBÉM: CASAL LEVA CACHORRO PARA SESSÃO DE FOTOS DE CASAMENTO E O RESULTADO É HILÁRIO!

3. Jorge e Maria (Colômbia)

Quando perguntamos a ele como é passar mais de uma década com uma esposa que não o reconhece, Jorge respondeu: “É um sentimento de muita dor. Sinto muitíssimo que a doença a tenha atacado quando ela estava prestes a começar a desfrutar seus anos ao meu lado. Mas o simples fato de poder estar ao lado dela, na companhia dela, me deixa absolutamente e profundamente feliz. A condição dela não é um obstáculo para eu amá-la intensamente.”

4. Marco e Adela (Chile)

“Começamos a namorar depois de sermos amigos por um ano. Eu tinha 47 anos, ela tinha 51 anos e nós dois nos divorciamos há algum tempo. Apenas uma semana depois, ela foi diagnosticada com câncer de mama e me disse que queria lidar sozinha com isso. Eu disse que não há chance no mundo de deixá-la ir agora que a encontrei, de que lutaremos juntos. Então nós lutamos. E nós vencemos.”

5. Mariko e Hiroyuki (Japão)

Hiroyuki era membro de um grupo de crime organizado (Yakuza) quando conheceu Mariko. Nos primeiros anos de relacionamento, ele era abusivo e bebia muito. Ele até a deixou com o bebê recém-nascido. Logo ele percebeu o que tinha e voltou para casa implorando perdão a ela. Ele prometeu que mudaria se ela o deixasse entrar e assim o fez. Hoje ele é um pastor evangélico respeitado e eles vivem em um casamento feliz.

6. !Ui e !Ao (Namíbia)

De acordo com a velha tradição do mato, quando um jovem vê a mulher com quem ele quer se casar, ele a atira com um ‘arco de amor’ (pequena flecha que não pode machucá-la). Se a garota gostar dele, ela pegará a flecha e a colocará no coração. Caso contrário, ela o quebrará ao meio ou simplesmente o deixará no chão. Felizmente para !Ui, !Ao gostou dele, e então eles se casaram.

VEJA TAMBÉM: 22 CASAIS QUE SÃO A PROVA DE QUE O AMOR VERDADEIRO RESISTE AO TEMPO (FOTOS)

7. Teah e George (Nova Zelândia)

Quando perguntamos a eles o que é amor, Teah disse “Aroha”. Como nunca ouvimos essa palavra maori, pedimos que ela explicasse. “Na tradução literal, significa ‘amar’, mas significa muito mais que isso. É afeto, simpatia, caridade, compaixão, amor e empatia, tudo em uma só palavra.”

8. Bubukairy e Marat (Quirguistão)

“Ficamos juntos por dois anos quando ela me ligou desesperada dizendo que sua família me achava um marido adequado, e eles queriam que ela se casasse comigo. Eu tive que agir rápido, então eu disse a ela para se acalmar, que iria cuidar de tudo. Liguei para minha mãe e a disse que tinha uma surpresa para ela. ‘É a geladeira que você me prometeu?’ ela perguntou. ‘Na verdade, é algo ainda melhor, vou me casar hoje’. Organizei tudo e, em pouco tempo, estava na frente do trabalho dela com meus amigos, explicando ao chefe que a estava ‘sequestrando’. Ele entendeu a emergência e a deixou ir. Levei-a para minha casa, onde tudo já estava preparado e naquele dia ela se tornou minha esposa”.

9. Mateus e Naomi (Zâmbia)

“Ele me pediu em casamento na primeira vez que nos conhecemos. Eu tinha medo que ele não estivesse sendo honesto. Existem crenças e conceitos errados sobre pessoas com albinismo. “e se ele for um deles” eu me perguntava. Até minha família não confiava nele no começo. Por que alguém iria querer casar com um albino apenas por amor? “Naomi explicou como se sentia oito anos atrás, quando conheceu Mateus. Além da luta cotidiana, indivíduos com albinismo na África também são atormentados por caçadores de recompensas. Casos, superstições e crenças tradicionais sobre o albinismo podem levar a violentos assaltos e até assassinatos. Em rituais relacionados à bruxaria, certas partes do corpo de pessoas com albinismo são transformadas em encantos que, acredita-se, trazem riqueza e boa sorte. O albinismo também foi ostracizado e até morto pelo motivo oposto, porque se presume que seja amaldiçoado e traga má sorte.

10. Pooja e Krishna (Índia)

Quando Krishna e Pooja fugiram de suas casas para ficarem juntos, eles tiveram que viver na rua e todos os dias era uma luta pela sobrevivência. Finalmente, Krishna teve a chance de trabalhar no turno da noite na fábrica local por 1 dólar/dia e eles lentamente começaram a viver uma vida decente. Krishna pertence à casta brâmane, a mais alta da Índia e Pooja é um dalit — uma classe de indianos que é considerada uma casta inferior. Por causa disso, seu relacionamento não era aceitável na maioria dos lares indianos. Somente depois do primeiro filho, as famílias aceitaram o casamento.

VEJA TAMBÉM: MARCAS SE UNEM PARA REALIZAR CERIMÔNIA DE CASAL RIDICULARIZADO POR PEDIDO DE CASAMENTO NO KFC

11. André e Aline (Brasil)

Eles passaram os primeiros meses do relacionamento morando nas ruas do Rio de Janeiro. Passaram fome, as pessoas puseram fogo em suas coisas, jogaram água e cerveja neles. No entanto, eles ficaram juntos, acreditando que um dia seria melhor. E agora é. “Se ela ficou comigo nas ruas, ficará comigo pelo resto de nossas vidas.” — André nos disse.

12. Salma e Tivo (Zâmbia)

Eles se conheciam através de um amigo em comum, mas exatamente quando Tivo se mudou para os Estados Unidos, eles começaram a conversar online. Muito em breve a amizade deles evoluiu para um relacionamento. “Nos envolvemos mais intimamente, mas sem o aspecto físico, porque eu estava em um continente diferente. Durante esse período, descobrimos o quanto nos amamos através do modo como nos comunicamos e eu decidi pedir que ela se casasse comigo, por telefone.”

13. Jittendra, Rattna e Sadnam (Índia)

Poliandria – uma forma de poligamia na qual uma mulher toma dois ou mais maridos ao mesmo tempo está presente em apenas algumas culturas ao redor do mundo. O vale remoto de Kinnaur, no Himalaia indiano, é um deles. Tivemos uma rara oportunidade de entrevistar famílias em que a poliandria fraterna (quando dois ou mais irmãos são casados com a mesma esposa) é praticada. “Muitos acham que há mais amor no casamento um a um”, mas isso não é verdade. O amor não é diferente no casamento poliandria. “Eu amo os meus dois maridos da mesma forma” – Rattna nos disse.

VEJA TAMBÉM: 31 COISAS MEIO NOJENTINHAS QUE TODO CASAL QUE ESTÁ HÁ MUITO TEMPO JUNTO FAZ

14. Deborah e Alexandre (Brasil)

Deborah tinha 14 anos quando conheceu Alexandre e o convidou para a festa de sua amiga. Era para ser o primeiro encontro deles, mágico e brilhante como somente os primeiros encontros podem ser. Mas não foi nada parecido. Naquela noite, eles tiveram um acidente de moto em que ele perdeu a perna e ela acabou com uma fratura. Mas esse acidente os conectou de uma maneira que ninguém pôde entender, além deles. Como se fosse destinado a ser assim, a fim de mantê-los juntos pelos próximos 24 anos.

15. Amin e Manar (Arábia Saudita)

Amin e Manar estão casados há 4 anos. Sendo de diferentes tribos sauditas, ela teve que cortar o relacionamento com o pai para se casar com Amin. E nunca se arrependeu disso.

Vimos em Bored Panda

VEJA TAMBÉM:

Artista ilustra seu dia a dia ao lado de sua esposa de forma adorável

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: