Amar não significa reduzir seus padrões para manter a outra pessoa no centro de seu universo. | Me Apaixonei

Amar não significa reduzir seus padrões para manter a outra pessoa no centro de seu universo.

44
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Amar significa aceitar as desculpas do outro — mas apenas quando essas desculpas são sinceras.

Amar significa aceitar as falhas, peculiaridades e a bagagens — mas apenas quando essas qualidades são inofensivas.

Amar significa que você fica por perto e luta pelo relacionamento em vez de fugir — mas apenas quando o relacionamento é saudável, sólido e respeitoso.

Amar não significa estar ligado à outra pessoa 24 horas por dias pelo resto de sua vida.

Amar não significa fechar os olhos e aturar todas as besteiras da outra pessoa. Amar não significa reduzir seus padrões para manter a outra pessoa no centro de seu universo.

Quando você ama alguém, não significa que você tenha que fechar os olhos para os maus hábitos que a outra pessoa tem. Não significa que você tenha que varrer seus problemas para debaixo do tapete. Não significa que você tenha fingir estar bem quando na verdade está explodindo por dentro.

Quando você ama alguém, você deve se sentir confortável em ter conversas difíceis com essa pessoa sobre seus pensamentos, emoções, objetivos e crenças. Se você acha que expressar seus sentimentos vai afugentá-la, então você está claramente no relacionamento errado com a pessoa errada. Você deve reiniciar claramente a busca por alguém mais adequado para você.

Você não deve reclamar com seus amigos sobre como você gostaria que ele(a) fosse, sabendo que no fundo ele(a) nunca será como você deseja. Você não deve carregar esse fardo só porque tem medo de ficar sozinho(a).

Se você fosse a um primeiro encontro com alguém que te tratou da maneira como sua pessoa te trata hoje, você daria a essa pessoa uma segunda chance?

VEJA TAMBÉM: 12 MANEIRAS DE RECONSTRUIR UM RELACIONAMENTO DESPEDAÇADO

Se a resposta for não, por que sua pessoa deve ter outra chance? Só por causa da sua história? Não é porque ela está com você, te namora ou tem um filho com você que ela pode te tratar como um saco de pancadas.

Quando você ama alguém, vocês podem ter discussões saudáveis. Vocês podem e dever falar sobre o que estão sentindo.

Você tem permissão para sentar-se e ter uma conversa onde vocês estabelecem regras básicas um para o outro, onde você explica o que considera aceitável e inaceitável em um relacionamento.

Se ele(a) não parecer se importar com seus sentimentos ou se esforçar para consertar seus erros, termine esse relacionamento.

Você pode terminar o relacionamento mesmo quando o amor ainda estiver vivo. Você tem permissão para decidir que estará melhor sozinho(a) do que com alguém que te desrespeita, que te machuca, que se recusa a melhorar a si mesmo em prol de sua história de amor.

VEJA TAMBÉM:

6 alertas que dizem que você deve terminar o namoro (mesmo que doa)

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: