16 sinais de que terminar o relacionamento foi sua melhor escolha (mesmo se você estiver com dor) | Me Apaixonei

16 sinais de que terminar o relacionamento foi sua melhor escolha (mesmo se você estiver com dor)

228
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

1. Você sente que está se conhecendo novamente e está percebendo há quanto tempo passou desde que realmente teve tempo de aprender mais sobre si mesmo.

2. A maior parte do tempo você odeia aqueles dias em que você está sozinho, mas de vez em quando, você sente uma pequena paz – como talvez, em algum momento, isso não seja tão ruim assim; e pode até ser legal.

3. Você sente falta de ter uma pessoa para conversar, mas você não necessariamente sente falta de falar especificamente com ele(a).

4. Hoje em dia, quando você pensa no futuro, parece intimidador, mas não sufocante como costumava ser.

5. Você finalmente tem a chance de descobrir o que você mais gosta de fazer. As coisas que você gasta seu tempo fazendo, os livros que você lê, os filmes que agora você assiste – você é capaz de ver agora que estas são as coisas que você mais gosta, e não precisa mais ajustar o que você quer assistir ou o que você quer fazer só porque você não quer desagradar a outra pessoa. O mais importante agora é a sua felicidade.

6. Apesar de tudo o que você pode pensar agora é sobre o quanto você está sofrendo, há uma pequena faísca em algum lugar no fundo de sua mente que percebe o fato de que isso valerá a pena em algum momento no futuro, seja seis meses ou seis anos a partir de agora.

7. Quando a dor do seu término é particularmente brutal, você se consola pensando em como se sentiria se ainda estivesse com ele(a). Mesmo que voltar a ficar junto pareça mais fácil no nível da superfície, quando você realmente pensa em estar de volta com ele(a), isso faz com que você se sinta em pânico, sufocado(a) ou ansioso(a) em vez de consolado.

8. Você está realmente se esforçando para aprender a desfrutar das suas próprias coisas, sem ter que depender de outra pessoa para entretê-lo(a) ou ajudá-lo a relaxar.

9. Seus relacionamentos com amigos e familiares estão se aprofundando de uma maneira bem diferente de quando você estava em um relacionamento com ele(a).

10. Às vezes você ainda chora sobre isso, muitas vezes em momentos aleatórios, mas o choro parece mais com a dor que está saindo de você ao invés de sentir que a dor está apenas sendo agitada dentro do seu corpo.

11. Você está se candidatando a vagas de emprego para os quais você nunca se candidataria normalmente, experimentando novos hobbies, jogando-se na corrida para uma próxima promoção. Essas coisas estão fora da sua zona de conforto, mas também são coisas que você nunca teria tentado se ainda estivesse na bolha segura de seu relacionamento passado.

12. Você está aprendendo coisas sobre si mesmo(a) que você sabe que nunca aprenderia se ainda estivesse com ele(a). Você está aprendendo como você se consola quando ninguém mais está lá para ser seu parceiro, você está aprendendo como você encontra sua confiança interiormente ao invés de externamente, e você está aprendendo a buscar validação interna ao invés de precisar de outra pessoa para dar a ela você.

13. Você está se fazendo perguntas desconfortáveis, mas importantes – Essa é a carreira na qual eu realmente gostaria de permanecer? Estou me desafiando o suficiente? Será que eu estou realmente ajudando as pessoas em minha volta? Estou me esforçando para aprender coisas novas? Devo me mudar para aquela cidade para a qual eu secretamente sempre quis me mudar?

14. Abaixo de sua dor e de sua atual solidão, você ainda sente uma sensação de paz, e ela se torna um pouco mais palpável a cada dia.

15. Apesar de você se sentir confuso(a) e perdido(a) muitas vezes, você ainda se sente esperançoso(a) e bastante excitado(a) sobre o amanhã.

16. Mesmo com toda a dor, você gosta de quem você é, e gosta do fato de preferir se sentir desconfortável e estar caminhando para o crescimento do que ficar confortável e estagnado(a).

VEJA TAMBÉM:

Quando você se sentir sozinho, converse com Deus

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: