A verdadeira razão pela qual os términos são TÃO emocionalmente DEVASTADORES | Me Apaixonei

A verdadeira razão pela qual os términos são TÃO emocionalmente DEVASTADORES

175
0
Compartilhe:

Por que os términos são tão difíceis?

Foto: pinterest.com

Todos os dias, na minha caixa de entrada, nas minhas contas do Facebook e Instagram, e pessoalmente com meus amigos, me deparo com histórias devastações emocionais. Eu recebo inúmeras perguntas querendo saber onde tudo deu errado e como recuperar o amor.

Os términos são como feras selvagens. Eles te rasgam de dentro para fora e a dor pode ser quase que insuportável. Mas você já parou para pensar por que é assim? Por que eles nos arruínam tão espetacularmente?

Muitas pessoas acreditam que a dor é causada por não ter mais aquele(a) homem/mulher incrível ao lado delas. Elas acreditam que a sua ausência está causando a dor e, assim, recuperar a pessoa vai tirar a dor. No entanto, isso não é necessariamente o caso e o motivo real.

VEJA TAMBÉM: 6 VALIOSAS LIÇÕES PARA APRENDER COM O TÉRMINO DE UM RELACIONAMENTO

Como seres humanos, todos nós temos os mesmos desejos fundamentais e básicos. Alguns desejos alimentam o nosso eu animal (comida, água, abrigo) enquanto outros alimentam nossas necessidades emocionais (amor, apreciação, respeito).

A maior parte do problema que experimentamos na vida acontece quando identificamos um desejo por algo ou alguém fora de nós mesmos.

Foto: https://unsplash.com/photos/vGHMXnD5A0I

O desejo de ser amado é universal. Na maioria dos relacionamentos, o alto experiente é realmente o de que nosso desejo seja realizado. Nós nos apegamos a essa pessoa, nem sempre por causa de quem ela é, mas por causa de como ela nos faz sentir (amados, ou pelo menos, dignos de amor).

Se você está um pouco instável em seu senso de amor-próprio, então a outra pessoa preenche esse vazio e ela passa a representar o amor próprio por você. Quando ela sai, a devastação é imensa. Não apenas essa pessoa se foi, mas ela também tomou algo fundamental para sua própria existência, seu senso de valor e sua necessidade de se sentir amado.

VEJA TAMBÉM: VOCÊ MERECE ALGUÉM QUE ESCOLHE VOCÊ SOBRE TODOS OS OUTROS, SOB QUALQUER CIRCUNSTÂNCIA

Quando o término de um relacionamento ocorre, é tão fácil ser pego em saudade. Você anseia pela outra pessoa, acreditando que ela era o(a) homem/mulher perfeito(a) para você. Você também pode entrar em um ciclo destrutivo de repetir cada evento do relacionamento em sua mente tentando descobrir o que você fez para estragar tudo.

O importante é lembrar aqui que não é ele(a) que você está perdendo. O fato de que o relacionamento terminou é tudo que você precisa para provar que essa não era a pessoa certa para você. O que você está querendo é esse amor e sentimento de realização. Perceber isso é útil porque vai te ajudar a entender que há um fim em vista e que o antídoto não é voltar a ficar junto com ele(a).

Também é importante saber que tentar descobrir onde as coisas deram errado é um completo desperdício de tempo.

Foto: https://unsplash.com/collections/1772548/r-and-j

VEJA TAMBÉM: EU NÃO QUERO UM RELACIONAMENTO PERFEITO, QUERO UM QUE SEJA REAL

Não foi nada que você disse ou fez, foi o fato de você confiar nele(a) para te dar algo que só você pode fornecer para si mesmo(a).

Este tópico é particularmente importante para mim devido à experiência pessoal:

Certa vez eu me senti muito mal por uma mulher que era muito errada para mim. No papel, ela estava uma bagunça. Ela era deprimida, desempregada, falida, egoísta e incapaz de enxergar além de seus próprios problemas para se conectar comigo de uma maneira real.

Então, o que diabos eu estava fazendo nesse relacionamento? Bem, quando eu estava com ela eu me sentia especial. Apesar de suas falhas, ela poderia ter escolhido outras pessoas, mas ela me escolheu. Não importava que ela não me tratasse do jeito que eu sabia que eu merecia ser tratado ou que ela não me apreciasse da maneira que eu sabia que qualquer outra mulher faria. Eu era a pessoa com quem ela queria passar o tempo, eu era a pessoa com quem ela compartilhava seus problemas, eu era a pessoa com quem ela se abria para mais do que qualquer outra pessoa neste mundo.

Embora ela não pudesse me amar da maneira que eu queria ser amado, ela ainda me amava da única maneira que ela era capaz de dar amor, e isso era o suficiente para me manter por perto. Eu estava infeliz no relacionamento, mas isso não importava. Eu fui “amado”.

Foto: https://unsplash.com/photos/Mg9xdh3keeo

VEJA TAMBÉM: NÃO QUERO APENAS NAMORAR ALGUÉM. EU QUERO NAMORAR O MEU MELHOR AMIGO.

Quando o relacionamento terminou, eu desabei. Em vez de dedicar um tempo para trabalhar comigo mesmo, ruminava todos os aspectos do relacionamento, tentando descobrir o que havia feito de errado e por que de repente eu não merecia mais seu tempo nem seu amor.

Como eu não tinha nenhum senso inerente de autovalor para recorrer, continuei a terceirizar a tarefa de ganhar auto-estima saindo e tentando atrair o máximo de atenção de outras mulheres possível.

É importante dizer que esse tipo de atitude não curou minhas feridas, apenas me fez buscar mais validação, como um drogado em uma busca constante pela próxima brisa. E não me importava com quantas mulheres me queriam, no final do dia, havia apenas a aprovação de uma pessoa que eu ainda desejava (a dela). Nenhuma quantidade de atenção ou elogios poderiam compensar o fato de que o amor da minha vida tinha acabado e, com isso, qualquer sentimento de amor-próprio que eu possuía.

Com o tempo, percebi que ela não era o ingrediente que faltava na minha vida; o amor próprio era.

Demorou algum tempo e muito trabalho interior, mas acabei aprendendo a me amar por exatamente quem eu era. Quando isso aconteceu, pude finalmente ver esse relacionamento fracassado pela confusão tóxica que realmente era e não senti mais nenhuma dor ou desejo algum. Eu cheguei a um lugar mágico onde a única pergunta que me restava era:

O que eu estava pensando da minha vida?

Foto: Pinterest.com

Pessoas que conhecem seu valor e verdadeiramente amam a si mesmas podem passar por essas experiências com suas cabeças erguidas. Elas não vêem um término como um fracasso pessoal ou como um sinal de que elas não são suficientes.

Elas podem olhar para trás e dizer: “Eu tive dificuldade em me abrir nesse relacionamento. Eu vou trabalhar nisso para que eu possa ser melhor nos meus próximos relacionamentos, “ao contrário de, eu estou emocionalmente morto por dentro e eu nunca vou encontrar amor por causa disso”.

Conseguir de volta o seu(sua) ex não vai resolver nada até que você cure o que está dentro de você e assuma a responsabilidade pela cura.

VEJA TAMBÉM: É ASSIM QUE UM RELACIONAMENTO SAUDÁVEL DEVE SER

Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: