Você Se Considera Uma Pessoa Carente Demais? | Me Apaixonei

Você Se Considera Uma Pessoa Carente Demais?

191
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Você é carente demais? O que isso significa?

“Você espera muito.”

“Suas expectativas são muito altas.”

“Por que você está agindo assim?”

“Você está exagerando!”

Se você chegou até aqui e está num relacionamento ou já esteve em um, muito provavelmente é porque já lhe foi dito diretamente (ou indiretamente) que está sendo “carente demais”.

Embora nossa sociedade ligue esse rótulo mais em relação a mulheres do que a homens, acho que todos nós (independentemente do sexo) podemos passar por esse tipo de situação.

Com medo de sermos rotulados como “carentes demais” ou “emocional demais”, nos tornamos inseguros em relação a qualquer uma de nossas necessidades.

Subconscientemente, compensamos de maneira oposta, negando a maioria de nossas necessidades, na tentativa de projetar uma personalidade “forte” em todos os cenários — isso te soa familiar?

Infelizmente, como causa direta, perdemos nossa voz. Esse dilema comum é confuso e pode causar muita turbulência para você e / ou seu relacionamento.

Inicialmente, começar um relacionamento é complicado; é novo e você não quer mergulhar de cabeça, coração aberto. Alguma precaução e retenção pode ser útil na criação de segurança e consistência a longo prazo.

No entanto, a questão torna-se real quando a supressão de necessidades e sentimentos, e evitar expressar sua autenticidade, é a norma (especialmente após o término da fase inicial da lua-de-mel).

Um avanço rápido através do tempo e experiências juntos como casal, e você meu(minha) amigo(a), tem um problema maior do que ser percebido como “muito carente”.

Você pode nem perceber que, mesmo que vocês não briguem e se amem verdadeiramente, seu relacionamento ainda não é saudável e/ou seguro.

Se você seguiu esse caminho para se proteger e evitar “começar o drama”, você pode não ser capaz de entender completamente um ao outro ou saber como se relacionar uns com os outros em um nível profundo, porque você construiu seu relacionamento com verdades parciais.

Como nós podemos consertar isso?

Fui apresentado a uma banda de electro chamada Chromeo no ensino médio. Era diferente do que a maioria dos gêneros na época dos anos 80. Eu nunca vou esquecer a primeira vez que ouvi sua música intitulada “Needy Girl” (garota carente).

Suas letras incluem:

“Você é uma menina carente, eu posso dizer quando olho em seus grandes olhos castanhos.

Você quer meu mundo, mas como posso fazer o seu se não posso fazer o meu?

Eu tento mudar, mas de alguma forma eu sempre sinto que não sinto o mesmo.

É tudo sobre o que você quer, o que você diz, como você se sente, como você joga o jogo.”

É claro que eu continuo dançando até hoje, mas ser terapeuta definitivamente contaminou muitas letras musicais para mim!

Eu os leio mais do que o meu eu do ensino médio e tenho a tendência de psicanalisar a maioria das histórias líricas. Agora penso comigo: “Uau, há muito nessa música cativante”.

Em suma, minha opinião profissional em relação a ser “carente demais”, é esta:

Se você se sentir desconfortável em pedir o que precisa em seu relacionamento, pode estar se debatendo com essa insegurança. Esse medo está te impedindo de ser ouvido(a) e compreendido(a) pelo seu parceiro; está te negando a capacidade de se sentir seguro(a) em sua parceria.

VOCÊ TEM O DIREITO DE SE SENTIR SEGURO(A) EM SEU RELACIONAMENTO e, acredite ou não, temos que trabalhar juntos para conseguir segurança mútua! VOCÊ NÃO É CARENTE DEMAIS PORQUE QUER!

Aqui está a parte difícil, porque requer que você olhe para dentro de si mesmo(a).

Mesmo que você não seja “carente demais” por querer segurança, você é responsável por como se expressa! Seu comportamento e/ou expressão (ou falta de expressão) podem ser “muito carentes” ou até mesmo “agressivos”. Isso faz sentido?

Há uma enorme diferença entre “eu posso estar agindo de forma irracional, mas eu realmente preciso de alguma garantia de que você me ama. Estou me sentindo insegura sobre essa mulher do seu trabalho”, vs “ QUANDO VOCÊ VOLTA PARA CASA? POR QUE VOCÊ SEMPRE FALA SOBRE ESSA MULHER DO TRABALHO ?! Eu não entendo porque você gosta tanto dela!” (Seguido de suspiros agressivos passivos e mensagens de texto sem fim).

Seu parceiro vai te agradecer e você ficará surpreso(a) com a diferença de como seu parceiro ouve, recebe e responde a você, se você assumir a responsabilidade de como pede o que precisa. 

Esta versão de solicitar suas necessidades não é “carente demais”; ela é normal e saudável. Conflito é normal e saudável, inseguranças são normais e saudáveis. Nós somos humanos. Suprimi-los ou expressá-los indiretamente que não é saudável.

Você será sempre taxado(a) como “carente demais” se optar por não expressar seus medos e necessidades de maneira calma e direta.

Esse post te ajudou? Compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário abaixo! 🙂

Veja também:

Como Ter Hábitos Saudáveis Para Ter Sucesso Em Seu Relacionamento!

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: