Se Você Identificar Esses 8 Sinais Em Seu Parceiro, Pode Ser Que Você Esteja Com Um Psicopata | Me Apaixonei

Se Você Identificar Esses 8 Sinais Em Seu Parceiro, Pode Ser Que Você Esteja Com Um Psicopata

187
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Ninguém é perfeito. Todos nós temos bons e maus hábitos. Para fazer um relacionamento dar certo, duas pessoas têm que continuar tentando e se comprometendo. No entanto, há certas coisas importantes que deixamos de ver quando estamos apaixonados por alguém. Essas coisas ficam bem na frente dos nossos olhos mas nós escolhemos ignorá-las até que estejamos em apuros.

Hoje nós trazemos para você 8 sinais que o ajudam a entender se o seu parceiro é um psicopata ou não. Nunca é tarde demais para sair de uma emboscada. Então, fique atento(a) a esses sinais e, caso sejam familiares, é hora de você tomar uma atitude.

Imagem: Dexter

1. Nenhum relacionamento é real, exceto com você

Eles não têm um relacionamento adequado com ninguém, exceto você. Suas amizades não duraram muito tempo e você não o(a) vê perto de mais ninguém em suas vidas. Nem mesmo a família dele(a).

Sua natureza falsa fez com que ele(a) se tornasse distante de cada pessoa em sua vida e é por isso que ele(a) não tem ninguém além de você. Ele usa uma máscara de superficialidade na sua frente para que você não descubra suas verdadeiras cores.

Até agora você não conseguia entender por que ele não tinha mais ninguém com quem sair. Nenhum de seus relacionamentos é duradouro ou significativo. A princípio, você pode ficar feliz em saber que você é o centro do mundo dele(a), mas, mais tarde, perceberá que tudo isso é muito grudento e que não há espaço espaço pessoal para você.

2. As mentiras nunca param

Não importa o quão confortável você o(a) faça se sentir, ele(a) não para de mentir para você mesmo sobre pequenas coisas. Isso pode ser por causa das inseguranças que ele(a) carrega dentro de si e faz tudo o que pode para esconder.

Por isso, ele(a) continua mentindo sobre coisas sobre as quais não precisa mentir. E se ele(a) for pego(a) mentindo, ele(a) tomará o rumo emocional e começará a se justificar por que fez o que fez…

3. Ele(a) raramente demonstra emoção ou remorso

Ele(a) não costuma se sentir triste por ninguém, nem nunca se sente culpado(a) por fazer algo errado. Ele(a) sempre usa uma máscara para esconder suas emoções.

4. Ele(a) vive se fazendo de vítima

Mesmo quando a culpa é dele(a), ele(a) sabe como obter tudo de acordo com sua vontade apenas se transformando em uma vítima e fazendo parecer que o que ele(a) fez estava certo e que ele(a) não tinha outras opções.

Ele(a) vai pintar uma imagem falsa sobre você e te fazer acreditar que o(a) errado(a) da história é você.

5. Você se sente preso(a) quando está com ele(a)

Mesmo que seu relacionamento deva fazer você se sentir feliz, é sempre o contrário que acontece. Você se sente como se estivesse preso(a) em uma gaiola e, dia após dia, tudo fica cada vez pior.

A sensação de impotência toma conta de você e, eventualmente, começa a aparecer em seu rosto e em outros aspectos da sua vida, como sua carreira profissional.

6. Forte sentido de direito

Ele(a) acredita que tem direito sobre você e, portanto, pode se comportar da forma que quiser. Ele(a) faz parecer que você lhe deve respeito e tudo que você tem é apenas porque você está em um relacionamento com ele(a).

7. Ele(a) sente uma necessidade imensa de saber de tudo que você faz/fez

Do que acontece no trabalho, o por que que um colega está te enviando mensagens, por que sua mãe ligou – ele(a) acha que merece saber tudo sobre você SEMPRE. Não há espaço pessoal para você.

8. Ego altamente inflado

Mesmo quando ele(a) percebe que errou, ele(a) não se desculpa por isso. Em vez disso, ele(a) vai se comportar como se nada tivesse acontecido. Ele(a) prefere deixar seu parceiro do que deixar o ego de lado.

Se você está em um relacionamento assim, tome muito cuidado e, se preciso for, termine!

Compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário abaixo! 🙂

Veja também:

Como Saber Se Você Está Em Um Relacionamento Tóxico — E O Que Fazer Sobre Isso

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: