Se não tá doendo, tá errado! | MeApaixonei.com.br

Se não tá doendo, tá errado!

885
2
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

https://unsplash.com/photos/ylE5CGMfUJk

De acordo com pesquisas psicológicas, colocar-se em situações desafiadoras aciona uma parte única do cérebro que libera dopamina, uma substância química que te faz feliz.

Essa região única do cérebro só é ativada quando vemos ou experimentamos coisas completamente novas. Em outras palavras: só crescemos quando buscamos o desconhecido, o desafiador, o incômodo.

Poucas pessoas gostam de se sentir desconfortáveis. É muito mais fácil se esconder, rejeitar a mudança, permanecer na zona de conforto, evitar riscos, nunca saltar, nunca começar.

Dizemos a nós mesmos que as coisas vão mudar, que vamos mudar, mas não percebemos que a mudança nunca acontecerá no futuro. Sempre começa no presente. E na maioria das vezes, começa quando é a única opção que nos resta.

A maioria das pessoas nunca superará seu eu do passado e se tornará a pessoa que sempre sonhou, porque nunca experimentaram o sabor de um desafio. Porque elas nunca foram forçadas a enfrentar as adversidades para atingir seu potencial máximo.

Mas não tem que ser assim. Você não tem que esperar que algo terrível aconteça, para que sua zona de conforto entre em colapso para começar sua vida. Você pode — e deve — quebrar suas barreiras mentais antes que elas te quebrem.

Não crescemos apenas quando somos forçados a sentir desconforto. Crescemos tanto, e talvez mais, quando estamos dispostos a abraçar os desafios que nos são impostos.

Se não tá doendo, tá errado!

Somos, por natureza, animais em busca de conforto. Estamos em busca constante do familiar, do tangível e do simplista. Podemos não perceber, mas passamos a maior parte de nossa vida buscando segurança acima do propósito e conforto acima da felicidade.

Nossas vidas são pontuadas por esses hábitos que criamos para nós mesmos e desde então nos tornamos viciados em: nosso celular, nosso computador, nosso carro, nosso relacionamento, nossa comida para viagem de domingo à noite e assim por diante.

VEJA TAMBÉM:

Meu pior inimigo: eu mesma

Esses hábitos são os mais perigosos porque você corre o risco de nunca se dar conta deles. Eles são bons, inofensivos e reconfortantes, então você continua agindo de acordo com eles — e até que o ciclo comece a quebrar, você nunca acorda.

Quando você opta por assistir mais um episódio daquela série ao invés de trabalhar em seu projeto paralelo nas horas vagas, trilhar o mesmo caminho porque é o mais seguro, nunca começar, nunca saltar, você está escolhendo tudo isso por medo de se sentir desconfortável.

Mas dizer sim ao conforto significa dizer não à vida.

Nada que valha a pena vem sem esforço. Sua missão é aprender como realizar coisas difíceis sem se distrair continuamente com seus vícios.

Em outras palavras: seu objetivo é se sentir confortável ao se sentir desconfortável, de modo que você possa correr para os obstáculos em vez de fugir deles.

Se perguntando como sair da zona de conforto, deixo algumas dicas que te ajudarão a dar o primeiro passo:

1. Conheça e mude seus limites

Cada pessoa tem suas próprias crenças, hábitos e pensamentos. O fundamental é determinar se isso nos expande ou nos limita.

Caso seja uma crença, hábito ou limitação de pensamento e escassez, então é necessário muda-lo.

2. Defina o que você quer e trabalhe para alcançá-lo

Começando com pequenas ações, você terá o ótimo resultado que deseja.

Por exemplo, sou uma pessoa bastante tímida e introvertida, mas quando viajei sozinho tive que trabalhar minha insegurança e medo de me abrir para a possibilidade de conhecer novas pessoas. Agora, esta mesma coisa estou aplicando na minha vida diária.

O importante é definir o que você gostaria de mudar para se tornar a melhor versão de si mesmo(a).

VEJA TAMBÉM:

20 verdades brutais sobre a nossa existência que te farão repensar sobre a vida

3. Escolha a coragem sobre o medo

Sair para o desconhecido nos faz sentir medo da incerteza.

A melhor maneira de superá-lo é enfrentando. Você vai perceber que as coisas irão melhorar e você não tem nada a perder.

Enfrentar a zona de conforto permite que você encontre um equilíbrio e não deixe o medo te paralisar.

Arrisque e mude seu pensamento para… “e se eu acertar?”

4. Conecte-se com sua criatividade

Deixar a zona de conforto estimula a criatividade, deixando de lado a rotina.

Descubra como você costuma fazer as coisas e aja na direção oposta. Por exemplo, envolva-se em projetos criativos que obriguem você a pensar de maneira diferente.

Desta forma, você se conectará consigo mesmo(a) e com o que realmente deseja fazer.

5. Mova-se e faça algo novo

Você não é uma árvore que está enraizada na terra, mas você tem pés para correr.

Tente se expor a novos ambientes e que o espaço físico seja diferente. Por exemplo, se você é um empreendedor digital, tente trabalhar fora de casa às vezes. Também viaje para conhecer novas pessoas e culturas.

A mudança também inclui outros aspectos, como vestir-se de uma maneira diferente do habitual ou mudar o lugar onde está a mobília da sua casa.

Faça algo diferente todos os dias, mesmo que seja pequeno. Porque a vida é movimento e a única constante é a mudança.

6. Acredite e confie em si mesmo(a)

Por tudo que você faz, é necessário que você acredite em si mesmo(a), que você confie em si mesmo(a) e aproveite o caminho que você está percorrendo. Ninguém vai fazer isso por você.

Se uma pessoa conseguiu o que você quer, então você também pode, por que não?

Primeiro você deve começar a acreditar em si mesmo(a) para que outras pessoas também acreditem em você e em sua ideia.

Envie seu texto!

Confiar em você é a chave para conseguir o que você quer e para deixar sua zona de conforto.

VEJA TAMBÉM:

Leia isto todas as vezes que você estiver nos seus PIORES DIAS

7. Apoie-se em outras pessoas

Pode ser difícil para você sair da zona de conforto sozinho(a). Para isso, o melhor é que você se apoie em sua família, amigos ou em um terapeuta.

As pessoas nos ajudam a ter outros pontos de vista e a identificar as mudanças necessárias. A imparcialidade de um terceiro permite uma visão mais panorâmica quando a própria visão é limitada.

Além disso, trancar-se em uma caverna não contribui para a área de aprendizagem.

21 ideias para você colocar em prática a partir de hoje

Até agora você aprendeu o que é a zona de conforto e tudo que sai dela. No entanto, você ainda se sente preso(a) porque não consegue pensar em nada para fazer.

Continue lendo e veja várias ideias para começar a sair de sua zona de conforto!

1. Altere a rota que você leva de casa para o trabalho.

2. Saia com novas pessoas.

3. Experimente novos alimentos.

4. Ouça outra rádio ou uma nova música.

5. Assista a um novo canal de notícias.

6. Leia um livro diferente dos que você tem lido.

7. Tente se vestir com outras cores.

8. Corte ou tinja seu cabelo.

9. Faça a barba ou deixe a barba.

10. Visite um lugar que você não conhece em sua cidade.

11. Tente desligar o celular por 24 horas.

12. Vá sozinho(a) no cinema.

13. Coma sozinho(a) em um restaurante.

14. Desligue a TV por um dia.

15. Se chover, não use guarda-chuvas.

16. Cante no chuveiro.

17. Puxe assunto com um estranho.

18. Ande descalço(a) na grama.

19. Escolha ter apenas pensamentos positivos que te animem.

20. Comece a conversar com Deus (se você não o faz).

21. Faça uma lista diária com 40 motivos de gratidão.

Esse é o seu momento!

Eu sei que é difícil ousar e sair da zona de conforto. Os medos são muitos: medo do que outras pessoas vão dizer, medo do fracasso, medo do desconhecido, medo da incerteza, medo do ridículo.

Qualquer que seja o medo que apareça, o decisivo é fazê-lo apesar disso. Aja mesmo com medo.

Se fizer isso, você descobrirá uma nova versão de si mesmo(a), o que aumentará sua confiança e segurança.

No final, você perceberá que tudo valeu a pena!

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: