Do que o amor é feito - A receita completa | Me Apaixonei

Do que o amor é feito – A receita completa

Compartilhe:

O amor não é amor simplesmente, feito de um sentimento só. Ele é uma espécie de mistura de ingredientes, uma combinação de vários sentimentos que precisa ser harmônica para dar certo. Isso explica o fato de nem todo mundo estar preparado para viver esse composto de emoções que  o amor é.

Nessa fórmula não pode faltar o cuidado com o outro, que é a essência do amor. O importar-se com as emoções que o outro está sentindo; querer saber se a outra pessoa está bem ou se tem tido alguma outra necessidade afetiva. Cuidar e dar atenção a quem se ama é essencial porque reflete a posição que uma pessoa ocupa na lista de prioridades da outra.

Acrescente-se carinho, porque o amor tem uma necessidade enorme de ofertar carinho. Se não for assim, ele se sente aprisionado. Abraços carinhosos são, aliás, um bom remédio para os dias difíceis que teimam em aparecer. Mãos dadas e beijos ternos são uma demonstração linda de afeto. E são capazes de arrancar suspiros e inspirar deliciosas juras de amor.

Uma boa dose de conversa sincera. Isso possibilita alguns ajustes. Mesmo que sintam terem sido feitos um para o outro, não existe ninguém perfeito. De vez em quando é necessária alguma mudança de comportamento para o amor continuar tendo o mesmo significado para os dois; para continuar sendo o que é, ou quem sabe, tornar-se melhor.

É necessário também preocupar-se com a presença. O amor não é capaz de sobreviver sem este item valioso. Querer estar por perto é prova de sentimentos verdadeiros. Não só estar perto fisicamente, porque nem sempre isso será possível. Mas permanecer em sintonia, ainda que em pensamento, também conta como presença. Se as ausências vierem em grande quantidade, já era! O amor perde seu significado.

Uma pitada de alegria; vários momentos de descontração; conversa jogada fora e alguns bombons divididos ao meio.

Pequenas surpresas, embrulhos escondidos no guarda-roupa e corações desenhados no espelho;  recadinhos colados na porta da geladeira; colo nos momentos difíceis.

Todas as emoções são importantes e fazem parte do contexto, porque o amor é assim: não pretende, do nada, ser eterno. Ele se mistura a outros sentimentos para  se estabelecer, tornar-se consistente e mudar a história da vida de alguém.

Verifique se o amor que você vive agora apresenta essas caraterísticas. Se a resposta for negativa, lamentavelmente não será dessa vez. Mas se, do contrário, você tem vivido todas essas emoções, seja bem-vindo ao clube dos que viverão um amor para sempre!

Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: