De repente, o amor chega... | Me Apaixonei

De repente, o amor chega…

283
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Foto: Pexels.com

Dizem que o amor anda meio sumido, que mudou de forma e anda um tanto líquido. Eu não sei, mas acho que há controvérsias a esse respeito.

Andam dizendo que o amor tornou-se raridade nesses nossos dias e talvez  ele seja mesmo. Mas isso nem de longe o faz inalcançável. A questão aqui é saber entender o valor, é reconhecer que o amor é uma chance imperdível e perdê-la, um equívoco imperdoável.

Talvez seja questão de sorte, não sei. Questão de saber procurar? -pode ser que sim. Mas há quem diga que o amor acontece quando menos se espera, de onde menos se imagina. Quase que um tropeçar, mas um tropeço bom, o melhor de todos.

Acho que deveria vir em embalagem de presente, porque o amor é bem assim. Uma surpresa bonita, que jamais poderá ser esquecida.

Tem o poder de manter os pés no chão e a cabeça nas nuvens, tudo ao mesmo tempo. E o tempo passa devagar na ausência e corre, veloz, na presença. Todo tempo do mundo ainda não é o suficiente quando o assunto é amar. A vida vira céu, nomes escritos nas estrelas e um universo que se apequena diante de um sentimento imenso. Felicidade maior seria se todos tivessem a oportunidade de experimentar do amor e se embriagar com ele.

Amor é conjunto, nunca vazio. É brilho nos olhos, frio na barriga, sorriso extenso e arrepio. Amor é rodopio, que deixa tonto de prazer. Para os fortes, talvez. Para os que têm coração, sem dúvida alguma. Afinal, pra amar é preciso saber.

Mas nem tudo é zona de conforto. Tem mudança, começar de novo. Recomeço. Amor parte do zero pra se tornar infinito. Não se quer que acabe, seria insanidade querer. Que venha pra ficar, a porta sempre aberta e sinceros desejos de boas-vindas.

Trata-se sim de “fogo que arde sem se ver”, porque o coração vive em chamas, não se pode negar. Existe prazer no crepitar. Mas nem só de chamas se vive. Existe calmaria também, sossego e paz.

Alguns até acham que o amor anda arrefecendo, porque para ele, espaços cada vez menores têm sido vistos. A isso evite-se a todo custo, amor é sustento. Sorte de tamanho indefinido encontrar alguém que assuma o posto de se tornar o amor da vida.

Amar é prece e todos querem ser ouvidos. Não avisa, nem marca hora, é visita imprevista. E chega trazendo cor, feito a Aquarela de Toquinho. Amor é ousadia: permita-se, celebre, viva!

Amor, de repente chega. E quando chegar até você, saiba que uma coisa te é  garantida:  sua vida nunca, nunca mais, será a mesma.

Alessandra Piassarollo

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: