Apenas sinta os sábados de manhã | Me Apaixonei

Apenas sinta os sábados de manhã

1098
2
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Hoje ela acordou, teve aqueles primeiros pensamentos, agradeceu e levantou. Preparou seu café com aquele sentimento chamado “calma”. Ela sabia que não precisava de correr, afinal era sábado. Subitamente ocorreu lhe um pensamento e um leve sorriso no canto da boca surgiu e assim começou a contabilizar aquelas risadas que lhe faziam tão bem.

Sentou pensou em algumas dificuldades e no final sempre aquela velha história “eu não vou desistir agora” sentiu cada sensação, o gosto da canela e o docinho da banana, a textura macia e crocante nas bordas da panqueca, sentiu cada mordida, o gosto do café às vezes amargava, mas saboreava o com a sua imaginação fértil.

Na TV passava o “o incrível mundo de Gumball” seu desenho preferido, pois ela adora ver desenhos pela manhã, costuma dizer que enche a cabeça com boas ideias, criatividade e transforma a mente mais inocente. Coitados aqueles que logo cedo são “obrigados” a saber das terríveis desgraças que acontecem pelo mundo. Depois disso faz em sua cabeça uma lista de todos os afazeres domésticos, pessoais e outros, em meio um o outro é interrompida pela voz “senhor me tira daqui” ou pela “saudades” sua amiga fiel é inseparável.

Entretanto de x em x minutos é interrompida por alguém que lhe aquece o rosto com palavras e às vezes uma simples risada, como adora aquele risadinha . Ele imagina o dia que poderá ouvir pessoalmente e poder sentir o gosto Real dela. Para, escreve e visualiza suas redes sociais, continua a pensar.

As vezes ela se pega pendurada em uma nuvem, logo ela que adora sentir os pés no chão. Mostra o quanto é gelada a realidade, mas ela não reage. Não desiste. Por um momento sentiu que tudo vai dar certo. E sentiu a sede de viver novas coisas e pegar em tudo que lhe deixado à frente de seus olhos. Do nada como sempre pensa que injusto é esse oceano que sempre se mete em sua vida. E confirma que para amores impossíveis o melhor é o tempo.

… (Essa história continua)

Enviado por Carla Martins

Você escreve? Envie seu texto clicando aqui

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: