Me perdoe, mas eu tive que partir | Me Apaixonei

Me perdoe, mas eu tive que partir

2683
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Ei menino perfeito, sei que deve achar estranho ler essa carta, me desculpe mas eu não tive coragem de me despedir. Acho que a dor seria maior, sabe? Andei pensando muito no que te falar, quais palavras certas à dizer, até noites em claro eu passei. Porque falar nesse pouquinho tempo que passei a te conhecer, percebi que você é um menino incrível, com princípios, além de ser adorável a sua companhia. Mas o tempo não foi generoso comigo.

Apresentar a mim um rapaz tão jovem assim, com um pensamento tão fora do normal. As vezes sinto ódio de mim por isso, ter deixado as coisas acontecerem tão intensamente com a gente, e tudo o que senti, aliás ainda sinto, não duvide é real. Eu me apaixonei por você e deixei que você se apaixonasse por mim. Talvez esse tenha sido o meu erro. Ou talvez tinha que acontecer, talvez foi só passageiro, talvez foi só uma experiencia pra você.

Será que consegue se lembrar das palavras que te disse naquela segunda-feira de primavera, logo que voltei de viagem, no meu quarto deitados, depois de termos feito amor loucamente. Eu sei que não queria te magoar, eu não queria ter que ir. Queria que você fosse mais velho, queria que sua família gostasse de mim.

Ah queria tanta coisa, mas “querer não é poder”, não é?! Só quero que saiba que tudo o que vivemos foi verdadeiro, mas você sabe melhor do que eu que não daria certo. Não nesse tempo. Quem sabe futuramente? Se você não me odiar por isso, claro. Mas eu tenho que conquistar as minhas coisas por isso estou indo embora. Não quero que me espere, também não quero que sinta ódio de mim por isso. Sim eu sei que fui covarde, mas despedidas não combinam muito bem comigo. Também não quero que chore, a gente ainda vai se encontrar.

Enviado por Tuany Oliveira

Você escreve? Envie seu texto clicando aqui

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: