5 coisas que os casais felizes fazem quando discutem um com o outro | Me Apaixonei

5 coisas que os casais felizes fazem quando discutem um com o outro

4344
0
Compartilhe:

Apesar do quão satisfeito(a) você esteja com seu relacionamento, todo casal passa ou passará por isso. Talvez o seu parceiro não abandone esse hábito irritante de deixar o assento do vaso sanitário levantado, ou sempre deixa a escova de cabelo na pia, ainda por cima lotada de cabelo – pois é, ninguém é perfeito. E é isso que torna o relacionamento tão bom. Acredite!

Discutir é totalmente natural em qualquer relacionamento. Existem, no entanto, algumas técnicas de discussão saudáveis que separam os casais felizes dos casais que estão caminhando para a destruição.

Embora muitas pessoas se preocupem que discutir é um sinal de que algo possa estar errado no relacionamento, na realidade, definitivamente seria uma preocupação se em dois anos de namoro, você e seu parceiro nunca tiveram um único desacordo.

A verdade é que a grande maioria dos desentendimentos pode ser resolvido com apenas alguns ajustes. Veja quais são:

1- Fale um de cada vez, de modo em que os dois expressem suas opiniões

Eu tenho que dizer que eu sou o pior quando se trata deste assunto. No instante em que eu fico nervoso, eu começo a falar 10 palavras por segundo sem deixar que minha esposa também fale.

Quando você está chateado com alguma coisa, pode ser fácil esquecer que a situação tem dois lados e, independentemente do quão convencido você esteja de que está certo(a), é justo que cada um tenha a oportunidade de apresentar sua opinião. Deixar de falar e abrir a oportunidade para que seu parceiro dê sua opinião, mostra que você está preocupado(a) com o bem estar dele(a).

Na minha opinião, esta é a chave para manter sua discussão em um nível gerenciável que não deixará você se sentir culpado por dizer algo que não deveria ter dito.

2- Jamais grite durante uma discussão

A melhor maneira de evitar que a discussão saia de controle e um de vocês parta para a gritaria, é seguir o conselho do tópico 1 e deixar com que seu parceiro expresse a opinião dele. Por quê? Porque no momento em que você começa a gritar sem se preocupar com que o outro tem a dizer, é o momento em que você vai lançar um monte de palavra negativa sobre o seu parceiro. Afinal, é na hora da raiva que a gente fala coisa que não deveria.

E pior ainda, no momento em que os dois começam a gritar, um quer falar mais alto que o outro para garantir que está sendo ouvido. É aí que a discussão parte para, em alguns casos, agressão moral e até mesmo física.

Por isso, mantenha a calma na hora da discussão e tenha certeza de que seu parceiro também teve a oportunidade de falar.

3- Não traga para a discussão os problemas passados (a menos que sejam muito relevantes)

Todos ficamos irritados quando percebemos que nosso parceiro não está realmente ouvindo o que estamos dizendo, e muito menos absorvendo uma palavra se quer. Nesse momento, pode ser tentador jogar na cara dele(a) as coisas que ele(a) fez no passado. Mas, por favor, resista a esse impulso!

Se alguma coisa do passado que seu parceiro fez ainda está te perturbando ou, por qualquer motivo, não foi resolvido, é totalmente importante começar uma conversa somente sobre isso. No entanto, se você estiver no meio de uma discussão sobre um assunto completamente diferente, é uma ideia muito ruim trazer o passado à tona. Até porque isso fará com que a discussão se torne novamente em uma bola de neve, porque você dará ainda mais razões para que ele entre no modo defesa, que consecutivamente poderá originar uma gritaria.

4- Reconheçam os pontos de vista um do outro

Uma vez que você esteja certo(a) de que o seu parceiro está errado, pode ser muito difícil reconhecer os pontos de vista que ele tem sobre o assunto. Mesmo que se você estiver chateado(a) com a situação, dar espaço para os pontos de vista do seu parceiro é totalmente saudável para a relação e isso não desencadeará uma briga ao invés de uma discussão de qualidade.

Isso não significa que você tenha que deixar que ele(a) gerencie o assunto em questão, e sim, que você está com ele(a) e que quer resolver isso juntos.

5- Não xingue ou chame seu parceiro de algo que ele(a) não goste

Geralmente a pessoa que parte para essa atitude está fazendo isso porque no fundo, ela sabe que está errada. Em um último esforço para “vencer”, ela parte para as agressões verbais. Isso também inclui trazer o passado que já foi esquecido para o assunto da discussão atual. Não faça isso! É desconfortante e entediante.

Discutir não te dá o direito de xingar seu parceiro. Se você falar algo que não deveria ter falado sobre ele(a), reverter essa situação pode ser que seja mais difícil ainda do que resolver o problema em questão da discussão.

Se você se encontrar em um momento em que a discussão chegou a um ponto em que você se sinta fisicamente ou emocionalmente ameaçado, então é hora de parar imediatamente e retirar-se da situação. Mesmo que o assunto não tenha sido resolvido, baixar a guarda e se retirar da discussão pode ser a melhor alternativa na hora da raiva. Quando os ânimos se acalmarem, vocês voltam a conversar!

Veja também:

Problemas no namoro? Veja dicas importantes de como resolvê-los!

Via EliteDaily

Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: