A vida é muito curta para estar com alguém que não te trata com amor e respeito – MeApaixonei.com.br

A vida é muito curta para estar com alguém que não te trata com amor e respeito

1311
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Eu aposto que a maioria de nós já esteve em um relacionamento ruim. Ou pelo menos teve uma experiência ruim.

Por minha própria experiência, passei três anos com um cara que parecia ser bacana mas no fundo eu percebi que foi um relacionamento totalmente abusivo. Era uma primeira história de amor bem típica e clichê. Ele era bonito, sensual e muito romântico.

Ele escreveu canções para mim – pelo amor de Deus! (Como adulta, essa lembrança me faz querer vomitar, mas na época era a coisa mais romântica que eu experimentei).

Como uma garota tímida e insegura, fiquei lisonjeada com a atenção que ele me dava.

Sequestrada pelo amor

Por que eu reagi assim? Simples. Eu estava apaixonada. Meu cérebro tinha sido “sequestrado” por ele.

Como adulta (supostamente), vejo que este “sequestro” acontece o tempo todo com jovens e adolescentes. Eles muitas vezes ficam com alguém fora do hábito ou medo e aceitam maus tratamentos porque acreditam que é o preço do amor. Isso é o que a mídia nos leva a acreditar. E está errado!

Ele estava numa banda, gostava de poesia e me surpreendia com saídas e presentes espontâneos. Aos 16 anos, pensei que ele se tornaria uma famosa estrela do rock e passamos a fazer festa em um ônibus de turismo, comigo usando um casaco de pele no estilo anos 70 e flores no cabelo. (Sim, eu era e ainda sou uma grande fã de “Quase famosos”)

Eu nunca estive apaixonada antes, e os efeitos tóxicos eram mais aditivos do que qualquer droga. Estávamos obcecados um com o outro. Eu pensei que estaríamos juntos para sempre. Esta foi a imagem que eu me agarrei e concentrei quando as coisas ficaram ruins.

Eu criei desculpas infinitas por ele. Quando ele não me ligava por dias, era porque ele “valorizava sua independência”.

Quando ele me enganou pela primeira vez, eu tentei cortá-lo da minha vida. Mudei meu corte de cabelo e segui com minha vida.

Infelizmente, a realidade é que eu estava com o coração partido, verdadeiramente destruído e o aceitei de volta depois de 1 semana separados. Romance ruim, drástico e sarcástico.

Digitando aqui no meu computador, não consigo te aconselhar se o relacionamento em que você se encontra é bom, medíocre ou tóxico. No entanto, posso te sugerir algumas coisas:

Envie seu texto!
  1. Seus amigos e familiares não gostam dele(a)? As pessoas mais próximas de você sempre demonstram preocupação quando te veem junto dele(a)? Eles podem nem sempre estar certos sobre as coisas, mas vale a pena considerar suas preocupações.
  2. Você gasta mais de 50% do seu tempo preocupado(a) com seu relacionamento? Preocupar-se, pensar excessivamente, perder o sono ou chorar muitas vezes não são sinais de uma relação saudável.
  3. Você não confia no seu parceiro quando ele não está perto de você? A confiança é a base de um relacionamento saudável.
  4. Seu parceiro é fisicamente ou emocionalmente abusivo? Se você não soube responder essa pergunta ou não tem certeza de que está em um relacionamento abusivo, é sinal de que você precisa procurar ajuda!

Saindo fora

O final da minha história foi muito bom e positivo. Não aconteceu nada de dramático. Foi um momento rápido como o trocar de uma lâmpada queimada por uma novinha.

Eu vi como era o relacionamento de uma das minhas amigas e de repente percebi o quanto era diferente do meu. Ela era respeitada e tratada com carinho e cuidado. Isso era algo que eu também merecia, mas provavelmente não conseguiria do meu então namorado.

Não direi que a separação foi fácil, da mesma forma que cortar um membro não é fácil. Havia lágrimas, momentos de dúvida e um profundo medo de nunca mais conhecer ninguém.

Mas eu fiz isso. E olhando para trás, foi uma das melhores decisões que eu já tomei.

Como curar a dor do término de um relacionamento?

1. Bloqueie seu número de telefone

Ou simplesmente quando ele(a) ligar, não atenda o telefone. Se você se preocupar com a perda de autocontrole, então, dê seu telefone a um amigo ou membro da família confiável. Isso funcionou perfeitamente para mim.

2. Viaje por alguns dias

Vá para a casa de amigos ou familiares distantes e passe alguns dias/semanas por lá. Você precisará de suporte durante esta fase inicial.

3. Permita-se chorar e sentir-se triste

Lembre-se sempre disso: Você não é fraco(a), você é humano! Compre bastante chocolate, refrigerante e pipoca e crie uma conta na Netflix (caso você ainda não tenha). Clichê, eu sei, mas isso ajuda.

4. Faça uma lista

Anote todas as razões racionais pelas quais vocês não deveriam estar juntos e coloque em um lugar onde você vai ver isso regularmente.

5. Mantenha-se distraído(a)

Eu redecorei meu quarto inteiro quando terminei meu namoro. Manter meu cérebro distraído e minhas mãos ocupadas (além de renovar o meu ambiente) foi muito benéfico.

A vida é muito curta para estar com alguém que não te trata com amor e respeito. Seja inteligente, seja corajoso(a) e seja gentil com você mesmo(a).

Veja também:

7 hábitos tóxicos no relacionamento que muitos casais cometem mas não percebem

 

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: