Vamos fazer uma caminhada? | Me Apaixonei

Vamos fazer uma caminhada?

139
0
Compartilhe:

Em um dia em que a chuva bate à porta e a alma pede para ser ouvida, pede atenção como uma criança mimada que esperneia, eu sentia sua voz ecoando dentro de mim e como uma boa mãe já tão cansada de tentar calar o mesmo instinto, obedeci. E aqui estou, batendo de frente, com muito pesar me deixei levar por um caminho adormecido, ignorei a enorme placa de perigo estampada à frente e fui, comigo mesma de mão dadas, por aquele caminho escuro e tortuoso, e vi a vida, uma vida que não parecia mais minha, era apenas uma estranha conhecida que hoje já não nos falamos mais.

Depois de algum tempo de caminhada, onde via meus antigos medos como lobos, espreitando entre arvores em um escuro atormentador, à espera do momento certo para voltarem à tona e mostrarem suas garras que já tanto me feriram.

Vi algumas lembranças boas perdidas por aquele bosque e seu brilho parecia se esvair com a escuridão ao seu redor.

Cheguei à minha parada, ali já me encontrava andando sozinha, já havia perdido a garotinha sorridente que me acompanhava a algumas lembranças atrás.

Nada mudou desde a última vez, o abismo ainda era o mesmo, andei até próximo da beira para observar o que me esperava e ali estavam todos os planos do passado que ainda ando adiando, presos a galhos secos e frágeis, estavam a uma distância que meus dedos poderiam tocar e oferecê-los a salvação mas era preciso força de vontade, mais do que eu estava disposta a ter naquele momento. Em uma breve e turva visão, vi meus sonhos abandonados ali ao fundo de um abismo que talvez nunca terei coragem de pular, e por medo de altura resolvi retroceder alguns passos, ignorando os sussurros que vinham das profundezas, eram perceptíveis os “e se” que ecoavam. Por ali vi como em um reset eterno, meus velhos amores sendo jogados ao abismo do esquecimento, até o procurei mas eu sabia que você não estaria por essas veredas tão cedo, ainda te sinto seguro em meu coração.

Resolvi voltar pois os lobos já me espreitavam mais de perto, os sussurros viraram gritos estridentes e já olhava os antigos amores de outra forma, o esquecimentos os estavam fazendo mais belos. Necessito voltar, vamos dar uma caminhada?

Verônica A. Pereira

Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: