Uma vida de saudade, mas você disse-me que eram duas | Me Apaixonei

Uma vida de saudade, mas você disse-me que eram duas

1077
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Eu já te encontrei, mas é saudade. Sempre vai ser. Saudade do que não existiu, do tempo que eu podia ter aproveitado com você, mas que eu estava a errar por aí até conhecer-te.

Os dias que não te vejo parecem tão sem graça. Aí eu encontro-te e beijo-te, e assim, sem muito esforço, você dá-me forças. Quero você cada vez mais. Por isso, tirei um tempo só para dizer-te:

No dia em que eu senti-me leve, o vento era meu amigo. Estávamos na mesma sintonia, no mesmo sentido. Eu deslizava, mal andava, flutuava por aí…

Nesse dia, senti-me mais próxima de Deus. A luz do Sol atravessava o meu corpo e brilhava tudo aqui dentro. Eu só tinha boas recordações da vida.

No dia em que a paz dominou-me, eu estava dentro dum abraço. Eu vivo tendo essa paz agora.

No dia em que me senti mais perto de Deus não foi o dia em que morri, mas sim o dia em que aprendi a amar-te pelos olhos.

Nídia Bomtempo

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: