Qual o verdadeiro propósito de um relacionamento? | MeApaixonei.com.br

Qual o verdadeiro propósito de um relacionamento?

1159
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

https://br.pinterest.com/pin/373235887841763771/

Eu recebi uma pergunta em meu e-mail que dizia o seguinte:

“Quais são algumas das razões para realmente querer estar em um relacionamento? Qual deve ser o propósito de um relacionamento? Qual deve ser o seu objetivo final?”

Minha resposta:

Depende de qual é o seu ponto de vista sobre a “vida”.

VEJA TAMBÉM: A COISA MAIS IMPORTANTE EM UM RELACIONAMENTO

Ponto de vista conservador

“O propósito de um relacionamento é viver dentro e manter as estruturas sociais, ou seja, casar e ter filhos.”

As pessoas com esse objetivo em mente são aquelas que ficam muito preocupadas em “definir” o relacionamento para que saibam “o que é isso” e “para onde estamos indo”.

Ponto de vista co-dependente

“O propósito de um relacionamento é encontrar sua melhor metade; a pessoa que te ‘complementa'”.

Estas são as pessoas com uma mentalidade de “escassez” em relação a si e às suas vidas, procurando coisas externas – e pessoas – para preencher o vazio. Isto é frequentemente revelado como “romântico”, mas não é saudável.

Ponto de vista egocêntrico

“O propósito de um relacionamento é ser feliz” ou “crescer como indivíduo” ou “satisfazer minhas necessidades”.

VEJA TAMBÉM: AS 3 CHAVES PARA SE TORNAR UMA PESSOA IRRESISTÍVEL

Ponto de vista carregado de medo

“Eu só não quero ficar sozinho” ou “estou com medo de morrer sozinho”.

Envie seu texto!

Ponto de vista indiferente

“Não há propósito.”

Ponto de vista saudável

O grande problema com muitas dessas razões – felicidade, status e segurança, compromisso, sexo, filhos, e evitar ficar sozinho ou morrer sozinho – é que todos eles deixam sua vida e bem-estar emocional nas mãos da outra pessoa além de você; isto é, algo fora do seu controle.

Com as razões acima:

Sua felicidade depende de outra pessoa.
Sua segurança depende de outra pessoa.
Sua satisfação sexual depende de outra pessoa.
Seu “propósito de vida” depende de outra pessoa.
Sua “completude” como pessoa depende de outra pessoa.
Sua falta de solidão depende de outra pessoa.

E o que acontece quando tudo dá errado? Porque outras pessoas estão fora do nosso controle, e despejar uma parte enorme do nosso bem-estar emocional em coisas externas – como decisões e comportamento de outro ser humano – é imprudente na melhor das hipóteses. A única pessoa em quem você tem total controle é sobre você mesmo.

Dependência não é amor.

E se o propósito do seu relacionamento fosse algo incondicional e algo pelo qual você pudesse se responsabilizar? Tal como:

  1. Praticando o amor – de si e do outro
  2. Aproveitando a grande aventura chamada vida a dois, com altos e baixos

Ambas estão dentro de uma estrutura de responsabilidade pessoal para nossas próprias necessidades emocionais – nunca despejando-as sobre o outro. Eles enfatizam nossa própria propriedade e responsabilidade nos bons e maus momentos.

E é realmente focado em:

Seus esforços e responsabilidades
Benefícios do seu parceiro
Em vez do contrário. Muitas pessoas se concentram no que “conseguem” do que esperam que seu parceiro faça.

Praticar o amor em si mesmo e dos outros certamente torna a vida um pouco mais rica, e isso provavelmente é motivo suficiente para dar uma boa chance para o amor.

VEJA TAMBÉM:

[TESTE] Qual a sua LINGUAGEM DO AMOR? Faça nosso teste e descubra já!

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: