Estudos confirmam que realmente é melhor estar só do que mal acompanhado | MeApaixonei.com.br

Estudos confirmam que realmente é melhor estar só do que mal acompanhado

2237
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

 

A ciência, mais uma vez, confirmou algo que muitos já suspeitavam. Estar infeliz em um relacionamento traz muito mais prejuízos à nossa saúde do que estar solteiro. Isso significa que quem criou a máxima “antes só do que mal acompanhado” sabia o que estava dizendo.

No entanto, é valido lembrar que estar em um relacionamento de alta qualidade está intimamente ligado com à boa saúde física e mental.

O estudo

Pesquisadores da Universidade de Buffalo, em Nova York, passaram dois anos analisando o comportamento de jovens e adultos que estavam em relacionamentos sérios.

Segundo os autores, as pesquisas sobre relacionamento e saúde estudam apenas o casamento, mas os outros tipos de relacionamentos também impactam, para melhor ou pior, a saúde de jovens adultos que casam mais tarde.

Os participantes do estudo responderam questões sobre: satisfação, hostilidade de cada parceiro, críticas, apoio, carinho, compromisso, bondade e como se comportam fora do relacionamento.

Os resultados obtidos mostram que um terço dos participantes passou por mudanças na forma com que se relacionam com seus parceiros.

A qualidade dos relacionamentos impacta a saúde do casal

Os dados colhidos indicaram que quanto mais tempo as pessoas permaneciam em relacionamentos longos de qualidade, ou quanto mais rápido saíram de relacionamentos ruins, melhor eram suas saúdes.

“Não é estar em um relacionamento o que importa; benéfico é estar em uma relação de longo prazo e alta qualidade. Relacionamentos de baixa qualidade são prejudiciais à saúde. Confirma Ashley Barr, a principal autora do estudo.

Envie seu texto!

Relacionamentos infelizes, doenças à vista

Este não é o primeiro e nem será o último estudo que associa os relacionamentos infelizes com problemas de saúde.

Anteriores a esse estudo, outros mostraram que as pessoas que interagem pouco positivamente com seus parceiros correm um risco 8,5% maior de ter um ataque cardíaco ou derrame (AVC).

Outro estudo sugere que mulheres em casamentos felizes têm quatro vezes mais chances de sobreviverem à uma cirurgia de ponte de safena.

Agora, o próximo passo para os cientistas, é descobrir por que os relacionamentos impactam a saúde das pessoas.

Gostou dessa informação? Então compartilhe com seus amigos.

veja.abril.com.br

 

 

 

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: