Era para ser só uma bandeira no meio de um mar de vagalumes | Me Apaixonei

Era para ser só uma bandeira no meio de um mar de vagalumes

81
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Domingo à noite, show da Sandy e Junior, estava lotado de gente, mas por mais cheio que aquele lugar estivesse, não chegava perto do tanto que meu coração estava cheio de plenitude e gratidão.

Eu estava vivendo um daqueles momentos mágicos que você fica extasiado de felicidade, sabe?!

Eu estava tão envolvida nas luzes que iluminavam aquele estádio, que me peguei imaginando que eram vários vagalumes sobrevoando as pessoas.

A Sandy cantava ao fundo, e dentro de mim eu só conseguia pensar “será que dá para ficar mais feliz que isso?”, mas dava… deu.

Era eu comigo mesma naquele show, e só eu sabia toda a erupção de sentimentos que estava borbulhando dentro de mim. Então decidi desfocar a atenção do palco por um curto espaço de tempo e decidi apreciar tudo que acontecia em volta.

Enquanto eu me perdia no meio de tantas pequenas luzes que saiam dos celulares das pessoas que ali estavam, parei para reparar em uma coisa que em nenhuma das vezes que já estive naquele estádio eu tinha reparado: estava lá, bem no alto, a bandeira do Palmeiras, completamente imponente.

Eu sou corintiana, e por motivos óbvios nunca me atentei ao fato daquela bandeira estar ali, mas dessa vez eu reparei nela… e pelo tempo que prendi minha atenção nela, eu só conseguia pensar no motivo pelo qual me fez querer olhar para aquela bandeira e sentir algo muito bom enquanto eu a olhava.

Ele é palmeirense, e só por esse pequeno detalhe, pelo pequeno momento que permiti minha mente divagar até ele, ele se fez presente, e ao contrário do que eu estou acostumada, eu achei isso bom, eu achei muito bom.

A vida tem dessas né?! Te coloca algumas pessoas na sua vida por algum motivo que talvez você nunca entenda, e bom… é assim que tenho me sentido.

Não sei porque, não sei como, não sei até quando e sinceramente, não me importo tanto em saber qualquer uma dessas questões.

VEJA TAMBÉM: INDEPENDENTEMENTE DO QUE ACONTEÇA, EU VOU ESTAR COM VOCÊ!

O que eu sei, é que ontem, sem estar lá, ele me trouxe um momento de paz só por ter encontrado no meio da multidão a bandeira do time rival do meu.

O que eu sei é que é bom saber que existem pessoas com o coração tão bom quanto o dele. Com o olhar tão simples e com o sorriso tão sincero, sabe?!

A beleza está na sutileza dos detalhes e acho que, por isso, eu consegui apreciar aquele pequeno instante que me remeteu a ele.

Era uma bandeira, só uma bandeira, que fez diferença na minha noite.

Assim como ele é um homem, só mais um homem, mas que na delicadeza de ser tem me feito enxergar beleza até mesmo nas pequenas coisas.

Não sei porque, não sei como, não sei até quando e sinceramente não me importo tanto em saber qualquer uma dessas questões, porque ontem eu fui mais feliz por conta dessa bandeira e hoje fui mais feliz por estar escrevendo sobre a mesma.

Se amanhã a história tomar outro rumo e já não estivermos mais na vida um do outro, pelo menos poderei me lembrar do dia que uma corintiana fez tanta questão de apreciar a bandeira do Palmeiras e, por mais estranho que pareça, ela se sentiu bastante em paz com isso.

Diandra Ferracini

VEJA TAMBÉM:

Somos a casa um do outro

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: