Cansaço | Me Apaixonei

Cansaço

239
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

“-Estou cansado!

– Cansado? Cansado de que? Você só tem 19 anos, não trabalha, o único trabalho que tem é estudar. Cansado você vai ficar quando trabalhar.

– … (Silêncio) ”

Acho que todos já escutamos algo desse tipo, vindo dos nossos pais, vindo de algum parente, ou até mesmo de alguma velhinha que por “acaso” (como se ela realmente não estivesse escutando a sua conversa com seu amigo) escutou a sua conversa e tratou logo de lhe dar essa resposta.

É, para os mais velhos, nós não temos o direito de ficar cansados, nós não sabemos o que é cansaço. Para eles é como se fosse uma grande piada.

O que eles não conseguem ver é o tanto que temos que lidar, somos pressionados de todos os lados, de toda as formas e jeitos. É a escola ou faculdade e a busca insaciável por notas boas, que por raios de algum motivo mesmo se passarmos horas e mais horas estudando, sozinhos, na hora que a gente pega no telefone, até mesmo para ver as horas, alguém aparece apenas para nós dizer:
“- Você só vive nesse celular, não estuda nada.”

Vivemos em uma eterna busca de alguma coisa, notas boas, dinheiro para sair com os amigos, para comer besteiras, para dar algum presente e outras milhões de coisas que queremos fazer que são possíveis apenas com essa carniça de pedaço de papel (“Amo” quando vejo em algum lugar que o dinheiro é só um pedaço de papel, como se fosse algo ruim, como se fosse responsável pela minha tristeza; quero ver uma pessoa comendo pizza, ou uma coxinha triste), um relacionamento legal e estável; enfim, acho que deu para entender aonde quero chegar.

Mas aonde quero chegar com tudo isso? Nessa falsa ilusão e diferença de gerações que existem entre a nossa e a dos nossos pais e de outras pessoas mais velhas, eles não percebem que não estamos cansados, estamos sobrecarregados de responsabilidades, de pressão interna vinda dos nossos pais, e pressão exterior, vindo de pessoas que nem conhecem a nossa realidade diária.

E nessa história que esse nosso cansaço é besteira, muito dos nosso morrem diariamente, cometem suicídio, e viram mais um número dentro de outro tão grande que nem representa e infelizmente não passa a real necessidade de observarmos tudo isso que está passando conosco.

E aqueles que não se suicidam ficam reféns da tênue linha da loucura e da depressão, uma linha tão delicada que a maioria não sequer percebe que está dentro de uma dessas áreas, infelizmente. E mesmo aqueles heróis que conseguem sobreviver de tudo isso ainda estão em um eterno risco.

Sim, meu jovem, minha jovem, temos sim todo direito de dizer que estamos cansados, eles não percebem o que passamos todos os dias. Eles não viveram o que nós vivemos, eles não sofrem o que nós sofremos diariamente. Nosso cansaço não é físico, é mental, é espiritual, vem da alma.

Felizes são aqueles que não se importam com nada e mandam um foda-se para o mundo.

Lucas de Moura Galvão

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: