Abra o olho! Esses fatores podem estar acabando com seu relacionamento | Me Apaixonei

Abra o olho! Esses fatores podem estar acabando com seu relacionamento

415
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Respeito, amor, generosidade, honestidade, aceitação e amizade são alguns dos valores essenciais, para construir um relacionamento saudável e que perdure por muito tempo.

Encontrar a pessoa certa com quem se quer estar para sempre pode já não ser a parte mais difícil de um relacionamento. Fazer com que essa relação dure é o verdadeiro desafio.

A maioria das relações acabam em separação e além disso, infelizmente, duram cada vez menos tempo. Claro que, como cada pessoa, cada casal é único, porém, existem sempre alguns fatores a ter em mente que podem prejudicar a relação desnecessariamente. Veja quais são:

1- Falta de confiança

A confiança é a base de todo relacionamento, seja ele amoroso ou não. Por isso, a falta deste elemento numa relação só irá criar instabilidade e insegurança.

Questões de confiança também incluem: mentiras e traições que acabam definitivamente com qualquer relação, pois a confiança foi quebrada e, dificilmente, será conquistada na totalidade e os ciúmes.

Ninguém aguenta estar sempre a desconfiar do parceiro e este a ter de dar satisfações do que faz o tempo todo, é necessário confiar para amar.

2- Comunicação

A comunicação é outra das âncoras das relações. Devemos ser capazes de confiar e ter a liberdade de dizer o que pensamos e o que sentimos com a outra pessoa.

Falar aberta e honestamente permite que se conheçam melhor e que cresçam juntos. Não é fácil para um casal caminhar lado a lado durante um longo tempo; aquilo que inicialmente atrai duas pessoas (atração física, interesses comuns, personalidade) muitas vezes deixa de ser o ponto central da relação no futuro.

É necessário o constante conhecimento do outro de forma a que a ligação entre os dois fique mais forte e não vá enfraquecendo. Só desta forma se vão percebendo as diferenças de objetivos, prioridades e expectativas que cada um tem para a relação e, só assim estas questões poderão ser debatidas e resolvidas.

Da comunicação também fazem parte as temíveis discussões. Apesar de não serem agradáveis são necessárias ao equilíbrio de uma relação. Todos os casais têm problemas e divergências, admiti-lo não torna a relação menos boa.

Estudos demonstram que o evitar da discussão e dos assuntos que preocupam a pessoa é mais nocivo que a discussão em si. Varrer os assuntos para de baixo do tapete não é solução.

Também o desprezo, por oposição ao respeito, é muitas vezes expresso através de julgamentos negativos, crítica ou sarcasmo sobre o valor de um indivíduo. Uma má comunicação ou mesmo a não existência de comunicação, resulta como um veneno na relação, destruindo o equilíbrio e a confiança de um relacionamento.

3- Individualidade

Há sempre que relembrar que numa relação existem duas pessoas, dois indivíduos diferentes e que quando um ou os dois se anulam para viverem os sonhos e a vida do parceiro pode ser o inicio do fim da relação.

Não é saudável viver em função da outra pessoa, isolando-se do convívio social com os seus próprios amigos ou de qualquer atividade ou hobbies fora do namoro ou casamento.

Relações que vivem assim acabam por criar um maior desgaste e saturação precoces. É fundamental criar um espaço de privacidade até mesmo para dar lugar às saudades e ao desenvolvimento da relação.

E, importante, lembre-se que tal como referido no inicio do artigo, a maioria das relações terminam em separação, por isso, se isto acontecer não vai querer estar sozinho e sem amigos só porque não alimentou igualmente essas ligações durante o tempo do relacionamento.

4- Rotinas

Sair da rotina é dos comportamentos mais saudáveis para uma relação. A habituação a uma rotina pode levar ao fracasso da relação.

Este desinvestimento verifica-se no cuidado com a aparência, no medo de mudar, ir a lugares diferentes, experimentar coisas novas ou mesmo na falta de tempo para ser romântico e para surpreender a outra pessoa.

Tal como em tudo o que fazemos, se não somos estimulados com coisas novas ficamos aborrecidos e perdemos o interesse. O mesmo acontece com as relações: é necessário inovar.

Conclusão:

Todos estes problemas são facilmente resolvidos se o casal trabalhar em conjunto e se houver comunicação e cedências de parte a parte. Porque, apesar de todas as diferenças e dificuldades, aquilo que não podemos mudar é a falta de amor; se gostamos mesmo de alguém, as outras diferenças são mais fáceis de resolver e ultrapassar.

Esse post te ajudou? Compartilhe com seu amor e deixe sua opinião abaixo 🙂

Veja também:

10 regras para construir um namoro/casamento feliz e eterno!

Vimos em lifestyle.sapo.pt

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: