Psicólogos revelam 6 coisas que podem acabar com o seu casamento | Me Apaixonei

Psicólogos revelam 6 coisas que podem acabar com o seu casamento

2976
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

psicologos-revelam-6-coisas-que-podem-acabar-com-o-seu-casamento

A principal ameaça para um casamento feliz não está na infidelidade ou nas discussões sobre o dinheiro.

Hoje, o Me Apaixonei traz um artigo do Huffington Post, em que pesquisadores apresentam opiniões de diferentes psicólogos de família sobre coisas invisíveis que pouco a pouco destroem até mesmo os casamentos mais felizes. Leia, preste atenção e procure evitar estes erros

1. Passam a tarde inteira juntos e não têm tempo pra ficar com os amigos.

É muito importante que um casal passe tempo junto, mas os encontros com os amigos não devem ser esquecidos. Uma única pessoa não é capaz de satisfazer todas as nossas necessidades sociais. Ir a uma festa, se divertir em um show, sair de casa, sempre é maravilhoso para a relação. Isso significa dar espaço pessoal ao outro, o que faz melhorar a relação, afirma o psicólogo Ryan Howes, de Pasadena, nos Estados Unidos.

“Para um casal, é muito importante construir e manter uma relação estável com as demais pessoas“, explica. ”A amizade nos permite ampliar nossa experiência com as histórias de outras pessoas e receber um apoio que pode influenciar positivamente o nosso casamento. Todos precisamos de amigos em quem possamos confiar”.

2. Não dão importância ao toque e ao carinho.

Se o casal não tem o hábito de se tocar, talvez tenha alcançado aquela etapa da relação em que o sexo precisa de um motivo especial. Por exemplo nas férias ou no aniversário de casamento. “Parabéns, a sua relação está em um perigoso caminho“, adverte a médica Debra Campbell, psicóloga familiar de Melbourne, na Austrália.

”Ninguém está falando de loucuras de paixão diárias, isso acontece poucas vezes em um casamento longo. Falamos apenas sobre a importância de lembrar o outro de que ele ainda é atraente e desejado“, explica ela.

3. Se deixam levar pela má influência dos amigos.

As pessoas casadas também precisam de amigos, mas não de qualquer ’amigo’. Se à sua volta há casais que não se respeitam e enganam uns aos outros, sua conduta é capaz de influenciar o seu relacionamento sem você perceber.

“Se a sua amiga sempre reclama do marido, ou vive romances escondidos, seus atos irão influenciar a sua atitude em relação ao matrimônio e mudarão os limites que você tinha estipulado, ainda que só em pensamento“, afirma a psicoterapeuta Laura Heck, fundadora dos cursos de terapia familiar on line ”forBetter” (em português: para melhorar).

Se você estiver cercado de casais cujos relacionamentos estão baseados na confiança, o seu relacionamento será positivamente influenciado.

4. Não dividem as tarefas domésticas.

Quando apenas um dos dois limpa a casa e cozinha depois de chegar do escritório, o rancor aparece e a relação piora. Cientistas da Universidade de Alberta descobriram que os casais em que apenas uma pessoa cuida das tarefas domésticas fazem menos sexo que os casais que dividem as funções.

A pergunta “Quem limpa?“ nunca é um tema de briga no começo da relação. Passado um tempo, pode ser motivo de muita tensão. ”Não importa se você gosta ou não gosta de limpar, o que importa é saber se um é paciente e se o outro está disposto a limpar.O rancor pode acumular e é muito importante que o casal saiba falar sobre ele“, afirma Ryan Howes.

5. Não têm o hábito de discutir a relação.

As conversas sérias e profundas são muito importantes para que a relação continue forte e ’quente’. Um “Como foi o seu dia?“, ou um ”O que faremos este final de semana?“ não são suficientes, afirma Liz Higgins, que trabalha com casais jovens.

O casal precisa escolher com antecedência um dia e uma hora para falar sobre a relação. Perguntas como “O que você fez hoje de diferente para me entender?”, ”O que isso provoca na nossa relação?“, ”Em que momento você sentiu que eu te amo mais do que tudo?” são exemplos que podem ajudar.

Talvez no começo isso possa gerar um certo desconforto, mas depois vocês vão sentir que isso ajuda a superar o rancor, a irritação e a rotina. O ideal é falar sobre o relacionamento uma vez por semana.

6. Se sentem como se fossem vizinhos.

“A síndrome dos vizinhos“ é o assassino silencioso do casamento. Surge quando as duas metades do casal se sentem em vidas paralelas e apenas a casa é o elo em comum, além das contas e dos filhos. ”Se você caiu nesta armadilha, precisa urgentemente de algo novo que te devolva energia e paixão”, afirma Laura Heck.

Procurem encontrar um passatempo comum, algo de que os dois gostem. Por exemplo redecorar a casa, aprender a tocar instrumentos, começar a andar de bicicleta juntos, visitar novos lugares na cidade. Não importa o que vocês vão fazer, o importante é que façam e se divirtam juntos.

psicologos-revelam-6-coisas-que-podem-acabar-com-o-seu-casamento

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: