Pare de permitir que ele te trate como uma segunda melhor opção... | MeApaixonei.com.br

Pare de permitir que ele te trate como uma segunda melhor opção…

153
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

https://unsplash.com/photos/aLnqDp3B3YU

São 23 horas. Você se deita na cama depois de um longo dia e, assim que sua cabeça encosta no travesseiro, ouve o toque do seu celular te alertando para uma mensagem no Whatsapp. “E ai, como vai?” Provavelmente as quatro palavras mais irritantes para receber quando seus olhos estão tão cansados ​​que você mal consegue entender o que ele escreveu. E, claro, a mensagem passa a ser do cara que você pensou que havia mudado. O quase relacionamento que você iniciou há três anos e, por algum motivo, continua desde então com telefonemas esporádicos e mensagens aleatórias sem conteúdo, como “E ai, como vai?”

Você sabe o que essas mensagens realmente significam. Elas aparecem a cada poucos meses, às vezes um pouco mais do que isso, quando ele está pensando em você depois que qualquer garota que ele estava ficando na época termina com ele.

Ou quando um encontro termina mal e ele imediatamente passa o dedo sobre o seu nome para te ligar e desabafar. Você costumava responder a essas mensagens porque, por alguma razão que ainda não consegue explicar, se importava com ele.

Você inconscientemente pensa em todas as ligações telefônicas de uma hora que quase sempre te atrasam para o trabalho na manhã seguinte e nos momentos divertidos que passavam juntos. Talvez você também se sinta um pouco culpada por mantê-lo por perto por tanto tempo. Talvez você nem sempre tenha sido a primeiro a iniciar a conversa, mas definitivamente não o impediu de entrar em contato. Você não o bloqueou no celular ou nas redes sociais e nem expressou sua raiva contra ele quando não ouviu notícias por seis meses até a infame mensagem “E ai, como vai?”.

Mas agora basta. Essa última mensagem esclareceu muita coisa. Você percebeu que, depois de todo esse tempo, nunca foi mais do que um plano de backup dele. Você era a garota que ele procurava quando as coisas não davam certo com outra pessoa. Ele sempre manteve um pé na sua vida para garantir que você estivesse lá quando ele precisasse. Se os vários aplicativos de namoro que ele estava usando ativamente não fossem bem-sucedidos, ou se ele fosse rejeitado por uma garota no bar, ele imediatamente pesquisará seu nome em sua lista de contatos. Ele é inteligente, enviando mensagens a cada poucos meses só para “saber como você está”. Você nem percebeu o planejamento estratégico dele quando ele te  procurava quando estava na cidade ou ligava para você às 10 da manhã de um sábado para tomar um café. Não era necessariamente porque ele queria te ver, mesmo que o significado oculto por trás de “E ai, como vai?” pode indicar o contrário.

Envie seu texto!

Ele queria mesmo é ter certeza de que você ainda estava disponível.

Ele percorreu por seu perfil do Instagram e do falido Facebook tão rápido que expandiu seu raio meia dúzia de vezes, já procurando novas perspectivas. E todo relacionamento em que ele esteve até agora só deu a ele mais ex-namoradas do que ele gostaria de admitir…

Mas aí está você. A única pessoa para quem ele sempre pode voltar quando os tempos estão difíceis. Ele sempre pode contar com você para atender um telefonema, porque vamos ser sinceros, você sempre atende quando ele liga. Mas não mais.

Chega! Na próxima vez que o telefone tocar, você já treinou sua mente para ignorá-lo. Você está preparada para clicar em “Não perturbe” assim que o nome dele aparecer na tela para terminar outro joguinho antes mesmo de começar. Você não se deixará machucar em um relacionamento que nunca se concretizará, porque você sabe que isso nunca acontecerá.

Ser a segunda melhor opção de alguém não é algo com o qual você esteja disposta a se contentar, não importa o quão inocente você queira acreditar nas palavras genéricas “E ai, como vai?”. A pessoa com quem você deve estar terá mais do que apenas quatro palavras para lhe dizer. Ele preencherá sua caixa de entrada com palavras gentis e verdadeiras querendo saber sobre o seu dia, não porque o encontro dele com outra garota não deu certo. Você não apenas saberia dele a cada poucos meses, mas a cada poucas horas, provando que você é a primeira pessoa em sua mente e não a última. Nada de bom pode vir de uma mensagem “E ai, como vai?” às 23 horas, fazendo com que a melhor resposta seja nenhuma resposta.

VEJA TAMBÉM:

Queira um homem que te ame nos detalhes

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: