Estou aprendendo lentamente a encontrar o meu caminho

Compartilhe:
Compartilhe esse post:

Estou aprendendo lentamente a continuar e a dar pequenos passos todos os dias, mesmo quando parecer que eu não estou saindo do lugar.

É fácil ter inveja da vida glamorosa daqueles que parecem ter tudo e cair na tentação amarga da comparação. Às vezes me concentro no que está errado e acabo alimentando ainda mais minha autopiedade. Desistir e procurar uma rota de fuga no minuto em que vejo sinais de problemas tem sido normal. E isso tudo me faz sentir que estou preso em uma rotina e não estou fazendo nada para mudar minha situação.

Mas, lentamente, tenho aprendido que não preciso resistir ao que está acontecendo e lutar inutilmente contra a realidade.

Tudo o que posso fazer é dar o meu melhor todos os dias da minha vida. Meu chefe pode não me apreciar e meu trabalho pode não ser o que estou procurando, mas não vou deixar que isso me defina. Não vou passar o tempo todo odiando o trabalho que tenho e desejando estar em outro lugar. Eu não vou viver para o fim de semana e perder o resto dos meus dias não vivendo de verdade. Não vou ficar confortável com a zona de conforto e esquecer dos meus sonhos.

Posso estar perdido agora sem saber qual é o meu próximo passo, mas vou continuar tentando e procurando qual é a minha real paixão. Não vou desistir e pensar que isso é tudo que existe na vida. Vou trabalhar muito sabendo que tenho orgulho do que faço. Vou continuar procurando oportunidades e me esforçar até chegar lá.

Estou aprendendo aos poucos a acreditar em mim mesmo, mesmo diante de minhas dúvidas incapacitantes e de circunstâncias desafiadoras.

Em vez de culpar as circunstâncias, todos ao meu redor, a Deus e ao universo, vou examinar cuidadosamente por que estou assim. Acredito que, embora não possa procurar controlar tudo que acontece comigo, posso escolher a forma como reajo.

Em um mundo que está constantemente me dizendo que não sou o suficiente, estou lentamente aprendendo a manter a fé. Eu sei que sou falho e imperfeito. Mas também sei que estou fazendo a diferença ao meu redor, por menor que seja. E enquanto estou fazendo o meu melhor e estou satisfeito com o que tenho, isso é o suficiente.

VEJA TAMBÉM:

Não existe uma maneira certa de se viver, nem um caminho correto que eu deva seguir. O sucesso varia de acordo com cada pessoa e não devo me preocupar excessivamente com o que os outros pensam de mim. É mais importante fazer o que acho certo e ser eu mesmo, em vez de querer impressionar a todos.

Eles não são eu e vice-versa. Estou aprendendo aos poucos que está tudo bem se não me sentir bem agora, porque, eventualmente, vou encontrar o meu caminho.

Devo confessar que está ficando mais difícil a cada dia e às vezes, desejo uma vida mais fácil. Eu me pergunto por que as coisas aconteceram dessa maneira. Espero que coisas boas aconteçam logo, sem precisar passar por tantas lutas e dificuldades.

Mas sempre que penso no quão longe cheguei, procuro conforto em minha capacidade de lutar sob pressão, meu otimismo para ver a luz no fim do túnel mais escuro e minha resiliência para continuar, mesmo quando a vida parece insuportável.

Não sou estranho ao fracasso e tenho meu quinhão de rejeição. Eu não sou um exemplo de talento e não tenho nenhuma habilidade especial. Minha vida não é invejável e está longe de ser perfeita.

Posso não ser muitas coisas, mas sabe de uma coisa, sou um sobrevivente e sei que vou ficar bem.

VEJA TAMBÉM:

Foto: Unsplash

Compartilhe esse post: