Apenas o fim, vida que segue... | Me Apaixonei

Apenas o fim, vida que segue…

54
0
Compartilhe:

Foto: https://unsplash.com/photos/rQqabcGBsyk

Ele terminou comigo…

Ainda não digeri a ideia de ser ex e ainda posso ouvir a batida forte da porta e um adeus que esta entalado em minha garganta.

Que coisa mais ridícula… todos os relacionamentos acabam, todos estão fadados ao fim, seja por rotina, por divergências de opiniões ou pelo fato do amor ter acabado.

É assim com todos os casais e não seria diferente com a gente, lógico que não.

VEJA TAMBÉM:

Eu quero amar o cara certo

Talvez eu esteja mal pelo fato de que dessa vez eu esteja do outro lado, pois sempre era eu quem terminava, sempre era eu que botava um ponto final em cada relacionamento, mas desta vez foi ele, em letras garrafais.

Sinto um misto de tristeza, de vazio e ao mesmo tempo de felicidade, porque nas vezes que eu terminei, sem demagogia nenhuma, eu juro que eu queria estar no lugar do outro, eu juro que eu não queria estar vendo aquele sofrimento todo sem poder fazer nada para mudar o cenário, porque eu já não sentia amor e automaticamente, não poderia continuar naquela relação.

Mas estou sofrendo, uma dorzinha estranha no peito, a energia dele ainda está impregnada na minha casa, nas minhas coisas, ainda esta impregnada dentro de mim e vai ser preciso muito esforço para conseguir retirar cada pedacinho dele de dentro de mim.

Estou me esforçando, acho até que estou indo bem, no fundo. Sou uma pessoa atraída por mudanças, e me adapto muito bem às mesmas.

Vou tirar algumas coisas do lugar, separar algumas fotos que não combinam mais com a decoração da casa, arrumar gavetas e lógico, abrir espaço no coração.

Como toda boa leonina, vou tirar de letra tudo isso, vou viver o luto do fim, vou chorar, tentar entender, tentar encontrar o ponto em que a corrente se quebrou, talvez eu até tome um porre ouvindo nossa música preferida… não é o que todo mundo faz?

Claro que vou xinga-lo mentalmente inúmeras vezes por todas as vezes que ele mentiu, que ele fingiu, e o tanto que me enganou.

Enfim, viverei cada momento dessa fossa de forma intensa e verdadeira, sem culpa e sem dramas.

Passado esse período que não sei o quanto irá durar, mas espero que não demore muito, vou viver uma nova fase.

Vou curtir minha solteirice, vou reunir os amigos e dar uma festa e talvez abrir meu coração pra uma nova paixão?

Aí é hora da razão agir, passado todo o tumulto emocional, vou agradecer aos céus por tê-lo me tirado, vou sentir o quanto é bom viver a vida sem mentiras, vou voltar a ser eu mesma, sem aquele sufocamento desnecessário, vou botar minhas roupas que tanto amo, sem que ninguém diga que estou parecendo uma vagabunda, porque era isso que ele dizia (nossa, não acredito que eu ouvia isso).

Vou encontrar meus amigos e não ter que ouvir que eles são interessados em mim.

Vou falar o que penso, da maneira que penso, agir de acordo com os conceitos que acredito e exercer meu direito à liberdade.

Então voltará ao normal, serei feliz novamente, porque nasci para isso, para ser feliz.

E se alguém perguntar por quê acabou, eu simplesmente direi: Em um romance só cabem duas pessoas, se tiverem três, é porque alguém esta sobrando e nesse caso, quem estava sobrando era eu.

Apenas o fim, vida que segue…

Meire Rodrigues

VEJA TAMBÉM:

Nada como um novo amor pra fazer a alma renascer.

Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: