Seu namoro nunca existiu, menina | Me Apaixonei

Seu namoro nunca existiu, menina

2825
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

img_5367

Sabe as vezes em que você passou noites sem dormir preocupada por ele estar tomando um porre com os amigos e ser o único a dirigir, esperando apenas uma mensagem de “cheguei bem, amor”, que nunca vinha? As vezes em que brigou pela falta de atenção, mas ele dizia que não estava conseguindo administrar bem o tempo? As horas em que perdeu pensando em lugares para sair, momentos para passarem juntos, mas ele dizia estar cansado do trabalho? É… Cansado para simplesmente pegar um cinema com você. Cansado apenas para ficar sentado ao seu lado vendo o mar. Cansado para só ficar parado ao seu lado, sentindo o seu calor e você o dele.
Sabe todas as vezes em que você quis conversar, simplesmente contar seu dia, falar daquele desentendimento com sua mãe ou, sei lá, com os seus amigos? Sabe aquela roupa que você comprou para sair com ele, juntou dinheiro o mês inteiro e, infelizmente, ele sequer notou? Ou pior, ele desmarcou em cima da hora alegando ter saído tarde do trabalho e não estar disposto? Você se desmontava toda, com lágrimas nos olhos, mas entendia. Respirava fundo e só falava: Saímos outro dia, amor. Descanse.
Sabe quando você falava vamos e ele dizia… vamos ver? Quando ele te chamava para sair com uma fria mensagem de “se quiser aparecer por lá”. Sabe quando vocês passavam semanas sem se ver e quando se viam o encontro de vocês não durava sequer duas horas? Sabe as vezes em que você cobrou apenas mais tempo ao lado dele? Quando você planejou viagens que nunca aconteciam? Passeios que só funcionavam em sua mente? É, dói!
Lembra quando você precisava suprir seus desejos com aquele velho chocolate da geladeira? Ou com sua série favorita da Netflix? Sabe todas as mensagens que você mandava de “bom dia, amor” ou qualquer besteira só para puxar assunto com ele? Sabe todas as vezes que sequer vinha uma “boa noite, durma bem”? Lembra-se de quantas vezes ele cansou de ignorar suas mensagens com a desculpa de que não ficava no Whatsapp toda hora, mas, lá no fundo, você sabia que ele era viciado em responder mensagens? Lembra-se de quando você precisou implorar para que ele namorasse você, com a desculpa pífia de tentarem? É, você tinha esperado muito por aquele dia. E acreditou naquele dia. Contentou-se com aquelas ações mornas, aqueles beijos frios. Aceitou menos do que alguém de verdade poderia te dar, por simplesmente “namorar” aquele que seu coração dizia amar.
Eu tenho uma coisa a te dizer: seu namoro sequer começou, menina. Então pare de perder tempo tentando manter o que você nunca teve.
Acorde! Chore! Ponha para fora. Lembre-se de tudo que você idealizou nessa cabecinha romântica. Mas… ACORDE! Não deixe a ilusão de um amor vazio preencher seu coração puro. Não se faça presente na vida de quem sequer te quer presente. Você estando ou não ali, não faz diferença. Hoje as pessoas trocam fácil demais. Esquecem-te fácil demais; ou melhor, será que um dia te lembraram?
Só queria te dizer que amor não se implora. Atenção não se migalha. Ou se tem ou não se tem. Ou se dá ou não se dá. Não implore por alguém que sequer consegue olhar os esforços que você faz. Nem todo mundo sabe amar, nem todo mundo doa amor. Não, você não é palhaça, boba, trouxa ou algo similar. Você só é… bem… uma apaixonada. E, acredite, isso é raro nos tempos em que a luxuria predomina. É bonito de se ver alguém que ainda dê valor aos sentimentos. É lindo observar alguém lutando por um amor. Mas é ainda mais incrível ver alguém se amando antes de querer amar outro alguém. Portanto, valorize esse sorriso lindo que você tem; esse astral maravilhoso; essa vontade de viver; essa inteligência invejável; essa mente brilhante; essa aventureira louca que você é; esse corpo desejável; essa apaixonada genuína que está em falta nos tempos modernos. Ninguém perde por dar amor, menina, quem perde é o trouxa que não soube te querer. Se ame!

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: