Será que você é só mais um? | Me Apaixonei

Será que você é só mais um?

159
0
Compartilhe:
Fonte da Imagem: WeHeartIt

Será que você é só mais um? 
Será que você vai ser mais um que conhece tudo de mim e depois some? Quem me garante que você vai ficar comigo por duas semanas e depois voltar com a ex? Será que você é daqueles que levam pra cama e não liga no dia seguinte? Será que você é daqueles que manda mensagem sendo a melhor pessoa do mundo e no outro dia a pior? Será que a gente vai poder conversar e eu não vou sentir a sensação de te incomodar? Será que seu cheiro ficará em mim e depois não vou ter mais uma dose de você? Será que você é daqueles que tratam a mulher como só mais uma pra contar pros amigos que “pegou”?
Ok. Você deve estar me achando neurótica, paranoica, louca, surreal. Ok eu também acharia isso. Mas é que cara, você não conhece meu passado. A quantidade de gente falsa que já passou na minha vida, não caberia aqui. Promessas de que seriam diferente. Fora aqueles que provavam ser diferentes, e no fim das contas, foram os mesmos canalhas. Já ouvi tanta mentira, tanta promessa furada que meu coração se tornou inseguro, se tornou um gelo. Tenho medo de me entregar. Medo que adquiri depois de tanto levar pancada. 
Eu não ligo pra amores de uma noite, amores de uma semana, de um fim de semana, de um carnaval. Não ligo mesmo. Eu ligo mais pra intensidade dos momentos que pra tempo. Tempo é relativo. Mas eu só não quero que você me dê esperança. Não me promete ligar no dia seguinte. Porque eu vou esperar e me decepcionar se o telefone não tocar. Não promete uma linda viagem se você não tiver realmente certeza que a gente vai durar até lá. Não promete que a gente vai sair no fim de semana e me fazer desmarcar com as minhas amigas e no fim das contas não rolar. Nem me chamar pra sair, eu me arrumar e ficar te esperando. Tudo isso me causa ansiedade e gera decepção depois entende? Eu espero que esteja entendendo. Eu só não quero me ver de novo enfiada numa panela de brigadeiro assistindo seriado no Netflix. Aprendi com o tempo a gostar da minha companhia, a me bastar e não depender de ninguém.
Eu não tô te cobrando nada, até porque odeio cobrar e ser cobrada. Quero um lance leve pra nós dois. Por isso te peço tudo isso. Pra que você não seja só mais um. Eu não gosto de mentira, eu não gosto de promessas que a pessoa sabe que não vai cumprir. Então pra quê prometer? Me perdoe te dizer tudo isso. A culpa não é sua e nem quero que você se ofenda. É que eu já quero abrir o jogo antes de me entregar. Já me joguei de cabeça em tanto coração vazio. Mas você entende o meu medo né? E você tá provando que é diferente, que não é igual aos outros. Tenho medo de entregar o meu diário e amanhã você fazer parte de só mais uma página dele. 
Eu criei uma armadura, e acredite você ou não, você consegue quebrar. Um toque do meu celular com seu número ali é motivo pra eu sorrir. E acredite, tirar esse sorriso muitos tentaram. Poucos conseguiram. Enfim, não vamos apressar o passo? Vamos devagar? Sem pular etapas? Sem promessas, tampouco planos? Vamos devagar. No meu tempo, no seu tempo. Sem namoro. Só nos curtir. Quem sabe assim dá certo? Prometo não ficar ansiosa. Essa é a única promessa que valerá prometer. Eu tô gostando desse seu jeitinho de querer me mostrar que não é mais um. E olha, se não der certo, você nem será só mais um no fim das contas se agir assim. Aí cada um segue seu caminho e eu tento de novo com outro alguém…
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: