MEU AMOR NÃO FOI SUFICIENTE

MEU AMOR NÃO FOI SUFICIENTE

98
0
Compartilhe:

A gente tem uma mania besta de achar que o amor é qualquer coisa de milagroso e curativo.

Não, espera! O amor é… Até é. Só não é assim, assim como a gente imagina. E não havendo limites para a imaginação, a danada não raro anda em companhia da frustração.

Seu filho adoeceu; se machucou. Por mais amor, carinho, atenção, cuidados e súplicas de “não anda descalço nesse chão gelado!”, “desce daí!”; “tira isso da boca!”… Eles acabam adoecendo, se machucando. Você trocaria de lugar com eles, você congestiona o céu com suas orações, mas todo o seu amor não é capaz de evitar que seu filho passe por isso.

Você encontra a pessoa da sua vida e naquele momento de suas vidas algo está acontecendo que torna o viver a relação algo muito complicado. Mas você ama! Ah, você ama muito! E você repete poética e sonoramente, que seu amor será capaz de contornar aquilo. Mais tarde descobre que existem coisas mais resistentes que a força do amor.

Você deseja permanecer ao lado dos seus pais, de amigos que ama com todas as forças do seu coração. Mas precisa partir para estudar, trabalhar, encontrar seu caminho… Porque somente o amor não lhe provê aquilo de que necessita para sobreviver. Só o amor, não é suficiente.

Alguém que ama se entrega a um vício, uma dependência. Você fica, permanece ali acreditando que todo o amor que dedicar àquela pessoa será capaz de salvá-la de todo o mal. Que ela vai olhar pra você, pensar no amor que recebe e por conta disso, jamais recairá num erro que poderá ferir o amor que sente. Porém, existem coisas maiores que o amor, onde só o amor não se faz suficiente.

Então, quando aquilo ao que o amor estava atrelado lhe escorre por entre os dedos, você mergulha na mais profunda dor que a impotência é capaz de causar. E se culpa… Porque seu amor não foi suficiente. Ou culpa o outro, porque não permitiu ser capaz o amor que lhe dedicou.

É que às vezes, o amor não é mesmo suficiente. O amor é uma força poderosa e milagrosa, mas é do tempo que ele é aliado. Da paciência. Amor não tem pressa, não pode ter. Do contrário a gente se frustra e fica com o enganoso pesar de sentir que nosso amor não foi suficiente.

O amor sempre é suficiente… Só não opera o milagre que acreditamos que ele seja capaz. Existem coisas, pessoas, situações que dependem de outros fatores aliados ao amor, mas não do amor exclusivamente.

Se um filho adoece, resta-nos a compreensão de que são coisas da vida: cair, levantar, adquirir anticorpos, aprender com a dor, crescer…

Se aquela pessoa chegou e o amor bateu forte, precisamos usar a sabedoria e o discernimento para entender que talvez, naquele momento, o amor precise gotejar pacientemente, enquanto outras peças se ajeitam para que ele possa florescer.

Se existem circunstâncias que estão além do escudo protetor do seu amor, talvez se trate de uma luta que não deva ser travada por você, mas pelo outro, até que o outro esteja pronto para ser receptivo ao amor que tem para oferecer.

E ame, mesmo assim! Ame, demonstre, compartilhe. Porque o amor não tem o poder milagroso de modificar completamente uma situação, mas o amor é a luz mais poderosa que você vai encontrar em seu caminho. E quando seu amor não for capaz de mudar a direção das coisas, creia que ele será capaz de iluminar a estrada, apontar a direção.

Ame… E sobre tudo, ame a si mesmo para que o amor seja luz para seu caminho também. Ame e permita que o amor transite livremente em sua vida e na vida daquele por quem tem amor. E deixe o amor assim, livre pra seguir seu curso, o caminho necessário até estar pronto para ser vivido e sentido em sua totalidade.

“Deixo livre as coisas que amo livres. Se elas voltarem é porque as conquistei. Se não voltarem, é porque nunca as possuí”. – John Lennon

Porque o amor sempre é suficiente… Para ser amor. Mas existem etapas na vida que dependem de outros fatores além do amor que você pode dar. Não é culpa sua, não é culpa do outro. É só o ciclo da vida que deve seguir livre…

“Porque tudo aquilo que é realmente nosso, nunca se vai para sempre”… – Chico Xavier

 

Luciana Marques

Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: