Pessoas inconvenientes

Vinte e três de março de 2014. Estou andando na rua, totalmente pensativa, cheia de livros e no fone tocando aquela música bem introspectiva, como de costume. De repente: “Oi Flávia tudo bem?” Levantei os olhos na maior rapidez. O susto foi tão grande que eu pensei que fosse um assalto. Mas, não era. Foi […]