Sim… ainda quero

Já não tenho o coração tão quente como antes, já não sorrio das mesmas coisas e a minha paciência às vezes se confunde com o meu desinteresse. Já não sou tão meiga, nem tão positiva. Já não procuro um contra-argumento em brigas sem sentido, nem me preocupo tanto com o que acham a partir daí. Já não grito para me fazer ouvir, nem choro por não ser ouvida. Já não me apego tanto, mas também já não consigo ficar só. Já não procuro desmentir uma mentira, simplesmente a ouço e guardo dentro de mim. Já não sou muito do que … Continue lendo Sim… ainda quero