Será que você e seu parceiro perderam a identidade no relacionamento? Descubra! | Me Apaixonei

Será que você e seu parceiro perderam a identidade no relacionamento? Descubra!

626
0
Compartilhe:
Compartilhe esse post:

No começo do namoro é tudo muito estranho, mas conforme o tempo vai passando você se da conta que você está muito parecido com ele(a) não é mesmo?!

Você é amante da culinária e nunca passa um final de semana sem fazer um prato novo. Ele(a) em compensação é do tipo que nem chega perto da panela com medo de se queimar.

No começo, quem preparava o jantar romântico para aquele encontro especial era você. Hoje já é diferente. Vocês compartilham essa paixão e adoram cozinhar juntos. É normal a gente começar a gostar do que nosso parceiro faz e vice-versa.

O relacionamento também se baseia na troca de manias, costumes e trejeitos. A gente fica bem ao lado da pessoa que divide os mesmos sentimentos, por isso, temos a tendência de ficar parecidos com quem a gente ama.

No entanto, em alguns casos, isso se torna um problema no relacionamento, porque um dos dois acaba perdendo sua identidade natural. Você começa a viver em função do outro, só faz o que ele(a) quer e se esquece de tudo de que gostava antes dele(a).

Veja alguns pontos de como saber até que ponto isso é saudável ou não. O Me Apaixonei irá te responder: 

1- Continue! Você tá no caminho certo!

O importante é que vocês dois estejam na mesma página e em equilíbrio, sem um tentar determinar o que o outro deve fazer. Você não deve adquirir todas as manias dele(a) nem ele(a) deve adquirir os seus. Deve haver um equilíbrio! 

Tudo o que um agregar ao outro é saudável. 

Por exemplo: Você é amante da leitura mas ele(a) nunca quis saber de livros. Com o passar do tempo ele percebia que toda vez antes de dormir você debruçava em um livro e, por isso, decidiu começar a ler pra ver se também se interessava pelo assunto. — e não é que acabou gostando? Isso também é bastante comum com estilos musicais.

Porém, vale se atentar para que tudo isso seja um processo natural. Não dá pra fazer escalada todo fim de semana só pra não perder seu aventureiro, né?!

2- Alerta! Diminua a velocidade!

Ele(a) é do tipo formal, que sempre se veste com roupas finas e sociais e você, que sempre foi do tipo mais ‘descolado’, começa a se vestir desse jeito para entrar na onda. Será que você finalmente descobriu seu estilo ou está forçando a barra só pra andar igual ele(a)?

A gente passa por transformações, mas você não pode perder a sua essência!

Mudar de cidade também entra nessa lista como um grande exemplo. É uma decisão importante. Se a decisão foi porque ele(a) é do estilo pacato e prefere morar no interior e você, que é totalmente da vibe da cidade grande mas decidiu acompanhar seu estilo só pra agradá-lo(a), MUITO CUIDADO!

Analise se é necessário fazer esse tipo de mudança e se realmente vale a pena e o mais importante ainda: se vai fazer bem pro seu relacionamento.

Quando o motivo é algo maior, como a carreira dele(a) (o que vai influir no futuro de vocês) ou uma questão familiar (a mãe ficou doente e precisa de ajuda), o assunto é outro. É fundamental analisar se é uma vontade de quem não será tão beneficiado diretamente por essa mudança.

3- Pare! Você já atingiu o limite!

Você não é do tipo família e também nunca gostou dos almoços de domingo na casa da tia. Mas por outro lado, ele(a) sempre foi o(a) queridinho(a) da família por estar presente em todas as reuniões.

Mas para te acompanhar e para te agradar, ele(a) acaba se distanciando da família — dá para ver que tem alguma coisa errada nisso, né? Ou ele(a) é mais na dele(a) mas você sempre curtiu uma roda de amigos e, de repente, os dois estão fechados dentro de casa — há uma disfunção aí!

Situações que podem mudar o rumo da vida do casal devem ser discutidas em conjunto. “Eu sempre quis ter filho mas ele(a) não”, e vice-versa? Pois é, vocês estão com um problemão que cabe aos dois resolver.

Não pode ser uma decisão de apenas um. E o diálogo aqui é a solução. Se você ficar na sua, ele(a) não irá adivinhar. A zona de conforto no relacionamento nunca é a melhor coisa.

Esse post te ajudou? Marque seu amor nos comentários e compartilhe com seus amigos!

Veja também:

Como abordar e resolver os problemas do relacionamento de maneira eficiente!

Alguns dizeres foram inspirados no site cosmopolitan.abril.com.br

Compartilhe esse post:
Hospedagem de Sites e Blogs

Deixe seu comentário: