Uma linda história de amor que prova que o amor é BEM mais forte que a distância | Me Apaixonei

Uma linda história de amor que prova que o amor é BEM mais forte que a distância

868
0
Compartilhe:

Neal e eu nos encontramos no Mean Fiddler, um bar irlandês localizado a poucos quarteirões da Times Square em setembro de 2010. Neal estava de férias com seu amigo Stu. Eles viajaram do Reino Unido para visitar os Estados Unidos. Ele nem desconfiava, que naquela noite ele iria encontrar o amor de sua vida.

Cheguei até o bar e pedi uma cerveja (algo que já tinha feito um milhão de vezes) e comecei a conversar com esses dois geniais cavalheiros britânicos. Três horas depois, entreguei meu cartão de visita para Neal com o número de meu celular rabiscado nas costas do cartão. Saí do bar e pensei que nunca mais iria conversar com ele.

Três dias depois, havia um e-mail dele na minha conta de e-mail do trabalho. Fiquei surpresa e lisonjeada por ele se lembrar de mim.

A partir desse primeiro e-mail, nossas vidas mudaram para sempre.

Nós começamos um relacionamento à distância usando todas as ferramentas e tecnologias possíveis. Comunicar-se diariamente através de e-mail, Skype ou celular nos permitiu conhecer um ao outro sem distrações ou hesitações. Logo Neal saiu de férias e veio me visitar novamente… e assim também no Natal.

Ele sobreviveu ao primeiro encontro com minha família. Depois do primeiro beijo de Ano Novo, sabíamos que teríamos muitos outros em nosso futuro.

Por Skype nós planejamos minha primeira viagem de primavera para o Reino Unido, e confesso que fiquei bem ansiosa aguardando a chegada do dia. Começamos a falar sobre o nosso futuro… noivado, casamento, filhos. Neal me perguntou qual seria o meu anel ideal e eu lhe mandei uma foto de um anel que eu tinha há um tempo. Dentro de semanas, um pacote chegou em minha casa. Era a aliança e para nossa surpresa ela se encaixou perfeitamente em meu dedo. Neal estava muito ansioso e mal podia esperar o dia em que fosse me pedir em casamento definitivamente.

Então, mesmo com 6.759 quilômetros nos mantendo separados, Neal me pediu em casamento, mas como eu não estava esperando, minha resposta foi: “Você está falando sério?” Uma vez que eu percebi que ele era o homem da minha vida, derramei algumas lágrimas… e com um sorriso no rosto eu disse: “Sim, claro!”

À partir de fevereiro de 2011, começamos a planejar o casamento dos nossos sonhos. Reunindo familiares e amigos, além de tradições de ambas as culturas: América e País de Gales. Além de planejar o nosso casamento, tínhamos que decidir em qual país iríamos morar. EUA ou País de Gales? A pesquisa e o planejamento foram longos e cuidadosos, estamos falando de uma decisão de vida importante.

No outono de 2011, tomamos a decisão de que iríamos morar no País de Gales e quando eu chegasse lá procuraria um emprego e me habituaria à nova cultura. Começamos então a correr atrás dos documentos necessários para a minha ida, desde passagens de avião até uma nova identidade. Passamos por todas os departamentos possíveis. Uma vez que o pedido foi enviado, tudo o que eu poderia fazer era sentar e esperar (eu estava completamente nervosa). Para mim, era tudo muito novo e estranho, planejamento do casamento, um relacionamento à distância e a ambiguidade dos planos pós-casamento.

Recebemos a confirmação de que meu visto de fato tinha sido aprovado em abril de 2012 (cerca de 2 meses e meio desde que o pedido foi enviado). À partir desse momento, eu sabia que minha vida estava para ser mudada para sempre. O planejamento do casamento estava bem encaminhado, arrumei minhas malas e me preparei para deixar a vida que tinha na América para a transição para a vida de um expatriado.

Em 26 de maio de 2012, Neal e eu celebramos o nosso casamento com cerca de 60 amigos e familiares íntimos em Spokane, Washington. O dia estava cheio de pessoas alegres, amizades, amor e um milhão de memórias boas. Eu vou apreciar esse dia para o resto da minha vida.

Lua de mel? Férias? Que nada! Logo após o casamento, tivemos quatro dias para limpar o meu atual apartamento e partir. Nada como começar um casamento fazendo as malas e a limpeza por três dias seguidos. Depois disso tudo, tivemos cerca de uma semana para despedir-se de amigos e familiares antes de partir para o Reino Unido em 10 de junho.

Agora, não mais em um relacionamento à distância, estamos aprendendo como ser dois em um. Nosso casamento é a prova de que o AMOR é bem mais forte que a distância.

Deixe seu comentário: