Por esses e outros tantos motivos que eu sei que é amor | Me Apaixonei

Por esses e outros tantos motivos que eu sei que é amor

1452
1
Compartilhe:

Você sabe que é amor quando o respeito sobrepõe o seu ego e seus conceitos. Quando se alimentar da felicidade do outro é se mover para que ela aconteça.

Amor é quando você não vê mais a possibilidade de viver sem a outra pessoa. Pois não existe mais o “eu” e sim o “nós”.
É quando apesar de opiniões diferentes o consenso reina em meio à nebulosidade.
Você sabe que é amor quando seus sonhos e planos incluem o outro automaticamente, então simplesmente você estará incluindo e mudando tudo por causa daquele(a) que é sua metade.
É não andar mais sozinho, é se sentir protegido, é se sentir cuidado. E reciprocamente proporcionar abrigo em meio ao vendaval que por momentos a vida nos impõe.
É dar valor aos momentos simples, porém verdadeiros. Aos enormes porque eles são dádivas de Deus àqueles que sabem valorizar os esforços do outro para te fazer feliz.
É ver seus sonhos renascerem, sentir as flores em seu coração florescerem. É se encantar com um sorriso, um olhar e se alegrar! Por se ver nos olhos do outro como num espelho.
Se sentir protegido num abraço, ter saudade do cheiro, da pele, do beijo, das piadas. É ter um motivo para lutar e nessa saga contar com seu amor que também é seu maior incentivador.
É ter todas as músicas como o tema de vocês dois. Dançar em qualquer lugar, sem vergonha de demonstrar, porque isso também é amar.
É ter com quem contar quando se tem vontade de chorar e sair desse pesar com um novo sorriso e olhar. É ver lá na frente que vocês ficarão juntos, para sempre! Pois foi Deus que uniu vocês, e o que Deus uniu, nada e ninguém pode separar.
Um mesmo propósito: Deus.
Uma mesma visão: o Reino.
Um mesmo chamado: a palavra de Deus levar.
Eu amo você e por você esperei. Eu sempre te amarei!
Isso tudo representa o que sentimos.
Representa você! Porque você é o meu amor!
“Nós amamos, porque Ele nos amou primeiro.” 1 João 4:19
Priscila Luciana Militão
Para Luccas Medeiros

Deixe seu comentário: