Não é ele… | Me Apaixonei

Não é ele…

921
0
Compartilhe:

nao-e-ele

Não é ele. Ele não é o cara. O filme é nosso, não dele. Ele é só um figurante que vai se interessar por você no segundo ato para que as pessoas achem que nós não vamos ficar juntos, mas você não vai terminar o filme com ele. Ele é só um figurante que no final o roteirista vai fazer ficar com alguma menina qualquer só pra ele aprender a não se meter no meio do casal principal do filme.

Não é ele, vai por mim, eu sei o que eu estou falando. Ele não vai entender quando você falar que a Sophia Coppola estava péssima em O Poderoso Chefão 3. Não vai mesmo! Na verdade ele não vai dar um pio enquanto vocês estiverem revendo os três filmes. Quem quer um namorado que vê filme quieto?

Não é ele. Ele vai gostar de qualquer bobagem do cinema francês, vai falar que gosta do Almodovar e de Azul é a cor mais quente só pra parecer cult, mas duvido ele destrinchar os planos de Platoon ou dos filmes do Robert Altman com você. Duvido. Aliás, ele nunca vai ter coragem de falar que o Almodovar é um chato em muitas das vezes. Não é ele, sério, vai por mim que eu sei o que estou falando. Não é ele. Quando vocês conversam sobre as suas diferenças não toca Let’s Call The Whole Thing Off. Quando ele chega de manhã mal humorado porque um idiota quase bateu no carro dele e você entra na sala, a luz não muda e nada fica em câmera lenta. Com a gente fica, não reparou não?

Vocês nunca tiveram uma primeira conversa tão espirituosa e engraçada como a nossa. Nem eu teria escrito melhor. Talvez o Woody Allen. Ou o Tarantino se houvesse um defunto no chão. E as nossas conversas sobre o amor, a vida e tudo o mais? O coração dele não vai chegar perto de explodir quando recebe um e-mail ou uma mensagem sua. E prova de amor não é aprender a surfar ou tomar um remedinho pra andar de avião pra viajar com você. Prova de amor é ir à praia morrendo de medo do mar e ficar sentado na areia, lendo, reclamando do sol, do vento e da areia, mas esquecer até as crianças gritando quando você sair do mar com esse sorriso ridículo de lindo.

Não é ele mesmo, olha a ficha do filme. Nossos nomes aparecem primeiro. O dele vem depois do da sua melhor amiga, do seu melhor amigo, da minha ex-namorada maluca, da sua mãe e até da moça que faxina aqui em casa. Ele só não é figurante porque tem fala! Nos créditos ele vai aparecer como “boyfriend 1”! Vocês nem vão ter uma música-tema no disco da trilha sonora do filme. Não vai tocar Wonderfull Tonight quando vocês estiverem voltando pra casa depois do primeiro jantar de vocês. Duvido que ele já tenha pesquisado na internet quanto tempo de voo é até a Califórnia só pra te chamar pra passar férias lá e ficar morrendo de medo de ficar tanto tempo dentro de um avião desde agora. É sério, sem ser tendencioso, não é ele. Vai por mim. O casal onde ele é um romântico inveterado e ela não acredita mais no amor. Não é ele, eu sei o que eu estou falando. Não é ele, somos nós.

Deixe seu comentário: